Quarentena devido ao coronavírus aumenta busca por filmes piratas

Por Wagner Wakka | 18 de Março de 2020 às 10h47
Reprodução/Popcorn Time
Tudo sobre

Popcorn Time

Saiba tudo sobre Popcorn Time

Ver mais

Em função da COVID-19, países como Itália e Espanha já decretaram quarentena, sendo que outros, como o Brasil, sugerem o distanciamento social para ajudar a segurar a propagação do vírus. Como resultado disso, há muita gente em casa nos últimos dias e isso começa a mostrar consequências na demanda por entretenimento – seja ele legal ou ilegal.

A busca por termos como Netflix, Amazon Prime Vídeo e outras plataformas do gênero aumentou em todo o mundo, segundo dados do Google Trends. Tais serviços já contavam com crescimento de demanda nos finais de semana e férias, mas não neste período. Só na Itália, por exemplo, dados do Cloudflare apontam aumento de 30% na demanda de rede em função da quarentena.

Busca por Netflix no Google Trends mostra aumento em todo mundo (Foto: Wagner Wakka/Canaltech)

Porém, a reclusão também vem fazendo a procura por plataformas ilegais disparar. Sites de streaming via torrent, como Guardaserie, Filmpertutti, Altadefinizione, CB01 e Eurostreaming, cresceram nas buscas neste mês, segundo o Google Trends. O site Real-Debrid, focado em downloads e streaming via torrent, informou pelo Twitter que notou um aumento de 20% no tráfego em apenas um dia. O comunicado veio dia 15 de março, quando a empresa adicionou um novo servidor para dar conta da demanda.

A volta do Popcorn Time

Esse cenário de reclusão também está servindo para o ressurgimento de outro serviço já conhecido dos usuários. O Popcorn Time, que havia encerrado suas atividades há um tempo, voltou em uma nova versão.

A plataforma oferece acesso a produções do cinema, canais fechados e serviços de streaming via torrent. A diferença dele está na facilidade de uso, sem exigir do usuário conhecimento para cavar links em trackers obscuros de torrent.

Por conta da ilegalidade, o serviço é constantemente derrubado e estava há meses fora do ar. Entretanto, o programa voltou a circular pela internet, agora na sua versão 4.0.

A plataforma teve tantas quedas e voltas que o próprio perfil oficial do serviço no Twitter fez um infográfico para lembrar a trajetória do programa. Ele nasceu em 2014 e chegou a ter outras três versões oficiais antes de sair novamente do ar.

Fonte: Cloudflare, Torrentfreak, Popcorn Time (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.