HP Pavilion Dv6, um notebook voltado para o entretenimento

Por Pedro Cipoli

Não faz muito tempo, rodar vídeos em alta resolução era uma tarefa difícil mesmo para os modelos mais avançados de notebooks, mas atualmente temos inúmeras opções voltadas somente para essa finalidade a um preço relativamente acessível. Este é o caso do HP Pavilion Dv6 Entertaiment Edition, voltado tanto para o usuário que precisa de uma máquina para trabalhar quanto para consumir conteúdos multimídia em alta resolução.

Equipado com a primeira geração de APUs A6-3420M AMD, esse modelo traz um processador quad-core de 1,5 GHz (2,4 GHz em modo turbo) e placa gráfica integrada Radeon HD 6520G. Como é voltado para entretenimento, traz também um gravador de CD/DVD e 750 GB de armazenamento, ideal para usuários que gostam de guardar vários vídeos em alta resolução.

HP Pavilion Dv6-6c60br 15

A qualidade de áudio acompanha o poder de processamento gráfico, já que o Dv6 traz a alta fidelidade sonora da marca Altec Lansing, com um som limpo e graves potentes, além de várias opções de conexão, com quatro portas USB 2.0, 1 saída VGA e 1 HDMI, 1 entrada de microfone e duas de fone de ouvido e porta RJ45 para conexão com a internet. O design também não faz feio, com tampa plástica brilhante na parte de fora e acabamento personalizado em seu interior.

HP Pavilion Dv6-6c60br 01

Para tarefas comuns o conjunto de processador quad-core, 6 GB de memória RAM DDR3 e poder gráfico garante um bom nível de performance tanto ao navegar na internet e editar textos quanto para rodar aplicativos pesados, como Adobe Premiere Elements e Adobe Photoshop Elements, ambos já instalados de fábrica. A limitação fica por conta da baixa resolução da tela, sendo nativamente 1366x768 distribuídos em 15 polegadas, resultando em um baixa densidade de pixels.

Esse poder de processamento foi capaz de rodar títulos de jogos reconhecidos por sua alta exigência de hardware, como Crysis 2 e Battlefield 3, na resolução nativa do monitor e alguns filtros e efeitos ativados sem grandes complicações, mesmo não sendo um modelo voltado para games. Usuários mais exigentes podem não se sentir à vontade com as configurações dessa máquina, mas ela é ideal para a grande maioria dos usuários.

HP Pavilion Dv6-6c60br 11

O teclado e o touchpad são um espetáculo à parte, onde o primeiro irá agradar muitos usuários por ser extremamente confortável para digitação e ter teclas bem espaçadas além de trazer um teclado numérico, se aproximando da experiência de uso de um desktop, e o segundo traz um toque suave e preciso, além de ter iluminação nas bordas para o uso em ambientes com pouca luminosidade.

HP Pavilion Dv6-6c60br 07

Em testes sintéticos, o Pavilion Dv6 alcançou 4801 pontos no PCMark Vantage, impulsionado principalmente pela placa de vídeo, e 2775 segundos no programa Super Pi 32M, alcançando um desempenho muito semelhante ao Phenom II X4 P960, mas com um melhor desempenho gráfico devido à Radeon HD 6520G integrada à CPU. Esses resultados mostram que o modelo tem poder suficiente para as tarefas cotidianas e de suportar aplicativos gráficos pesados, como AutoCAD e 3D Studio Max.

Conclusão

Antes pouco encontrados no mercado, modelos de notebooks com configurações relativamente potentes e equilibradas estão se tornando bastante comuns atualmente. As APUs da AMD, que combinam processador e placa de vídeo em um mesmo chip, foram desenvolvidas para o público que quer uma máquina que faça de tudo, executando bem tarefas de produtividade e também conteúdo multimídia de alta definição.

O modelo Pavilion Dv6 agrada tanto por sua configuração equilibrada quanto pela conectividade, com várias portas USB e opção de saída HDMI ou VGA, dependendo da necessidade do usuário. Pessoas que costumam fazer muitos downloads vão tirar proveito dos 750 GB disponíveis de armazenamento, mas esperávamos pelo menos um híbrido de 16 GB de SSD pela faixa de preço.

Disponível no Brasil por aproximadamente R$ 1800, essa versão do HP Pavilion é uma boa opção para consumo de conteúdo multimídia, desde filmes em alta resolução até provedores de filmes completos em HD como o Netflix, embora a falta de um leitor de Blu-Ray seja uma limitação do aparelho.

Prós:

  • Bom acabamento
  • Várias opções de conectividade
  • Teclado e touchpad bastante confortáveis

Contras:

  • Baixa resolução de tela
  • Ausência de portas USB 3.0
  • Ausência de um leitor de Blu-Ray
Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.