Yellow e Grin anunciam fusão para formar holding do micromobilidade e pagamentos

Yellow e Grin anunciam fusão para formar holding do micromobilidade e pagamentos

Por Wagner Wakka | 30 de Janeiro de 2019 às 18h01
Reprodução/Instagram

A Yellow e a Grin anunciaram nesta quarta-feira (30) uma fusão para ampliar serviços na América Latina. As duas vão formar uma empresa chamada Grow, com foco não somente em micromobilidade, mas também em outros serviços “online to offline”.

Segundo comunicado da companhia, o planejamento é de fornecer serviços de transporte, pagamentos digitais, parceria com entrega de alimentos e outros. A Grow Mobility Inc., na verdade, será uma holding que vai conter as duas marcas e aplicativos. Ou seja, ambos vão continuar funcionando sob suas marcas. "O nome GROW deriva de Grin[Gr] + Yellow [ow]", explica a nota.

“A demanda por esses serviços cotidianos na América Latina é enorme e, combinando forças e recursos, poderemos nos mover mais rapidamente para atender mais usuários. Estamos ansiosos para desenvolver as fortes relações de Grin e Yellow com as autoridades locais e outros agentes interessados em parcerias para criar um valor duradouro para nossa região”, disse Sergio Romo, cofundador da Grin e CEO Global da Grow.

A Grin atualmente é a maior empresa de patinetes elétricos da América Latina, sendo que a Yellow segue como líder na oferta de transporte por bicicletas e também patinetes elétricos sem a necessidade de uma estação.

Com isso, as duas passam juntas a contar 135 mil patinetes e bikes em funcionamento em sete países. Isso totaliza 2,7 milhões de viagens e um conjunto de 1,1 mil funcionários com as duas.

“O plano de curto prazo é mais do que dobrar sua frota, além de ampliar ainda mais suas ofertas 020 [online to offline] e expandir para outros pontos da América Latina nos próximos meses”, explica o comunicado da companhia.

Em termos de transporte, a empresa promete manter e ampliar a operação de bicicletas sem estações e patinetes da Grin e da Yellow no Brasil, México, Colômbia, Peru, Uruguai, Chile e Argentina, além de expandir para novos países no continente.

A empresa também vai trabalhar com pagamentos digitais construindo a sua própria plataforma do setor, voltada exclusivamente para a América Latina.

Outro ponto que a holding deve expandir são as parcerias com plataformas de entrega, como Rappi.

“Temos muita sorte em reunir duas equipes experientes e bem-sucedidas com profundo conhecimento de mobilidade urbana e das necessidades dos clientes que atendemos”, disse Ariel Lambrecht, cofundador da Yellow e diretor global de produtos da Grow Mobility Inc.

Lambrecht será responsável também pelas principais funções de produto e engenharia da holding. A nota também ressalta que ele mantém a liderança das operações no Brasil, ao lado de Marcelo Loureiro. Já Eduardo Musa, também fundador da Yellow, não fará mais parte da administração. “O co-fundador da Yellow Eduardo Musa deixará a administração do dia a dia da Companhia. O time e o conselho da Yellow são eternamente gratos pela sua liderança na construção de uma marca querida e da empresa número um em compartilhamento de bicicletas sem estação da América Latina”, aponta o comunicado.

Fonte: Yellow

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.