Tecnologia e conhecimento para novos e melhores negócios

Por Colaborador externo | 27 de Abril de 2018 às 10h10

*Por Miguel Carbone

Empresas dos mais variados portes costumam estar em cima de uma mina de ouro, mas não se dão conta disso. Vemos sempre a busca incessante pelo crescimento, pela ampliação dos lucros e até compra de dados de outras companhias, sem ao menos estudar os próprios, os clientes atuais e os fluxos de comunicação que cada organização possui — ou pelo menos poderia construir. Tais informações são valiosas e podem ampliar os horizontes em grande escala, se forem bem utilizadas.

A verdade é que dados organizados e aplicados corretamente podem amplificar os negócios com assertividade e escalabilidade se forem estrategicamente manuseados por profissionais de TI qualificados. Um exemplo atual e muito bem-sucedido disso são os bots, capazes de se adequarem à flexibilidade de sistemas customizados de computação de alta performance com simplicidade, velocidade e confiabilidade. Com uma interface fácil e intuitiva, o público conseguirá ser compreendido — e o melhor, atendido a contento — em todas as etapas, por uma solução cognitiva. Se preferir, o usuário poderá acionar o atendimento pessoal por um atendente físico a qualquer momento, com o histórico de todas as tratativas e dúvidas devidamente à disposição.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Se o cliente estiver em busca de informações sobre produtos, serviços, tirar dúvidas sobre condições de pagamento, ou até mesmo no pós-compra: tudo que ele mais deseja é uma boa experiência. E é isso que sistemas inteligentes entregam. O aprimoramento do atendimento traz resultados imediatos, facilmente percebidos e assimilados, o que garante a satisfação.

São as aplicações cognitivas, preditivas ou prescritivas cada vez mais eficazes, que, com aprendizado rápido e consistente, via machine learning, proporcionam um grande poder às empresas. O laço que se cria é o que chamamos de Customer Lifetime Value (CLV), o valor vitalício do cliente. Os dados salvos, as particularidades de um atendimento personalizado, registrado para próximas e eventuais necessidades. Conhecimento que gera vínculo e novos e melhores negócios.

Sua marca será uma referência de informação e atendimento, pois nada se compara a uma boa experiência pessoal, simpática, direta, sem dúvidas, atritos ou deslizes. É aí que os melhores consultores de tecnologia da informação entram, para ajudar empresas a se destacarem em seus mercados, gerando mais negócios e engajamento dos clientes, sem deixar de trazer novos prospects.

Qual o ponto de partida? Entender e organizar os dados, claro. E, após isso, estabelecer metas e entender o funcionamento da empresa, do negócio como um todo, sempre ativando os melhores fluxos e soluções específicas. Feito isso, o retorno será certo.

*Miguel Carbone é CEO da MC – The New World Technology, parceiro merecedor de oito títulos IBM Champion consecutivos e uma das maiores autoridades em IA, analytics, banco de dados e IoT do Brasil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.