Mercado Livre recebe aporte de R$ 400 mi para ampliar oferta de crédito a PMEs

Por Rui Maciel | 24 de Setembro de 2020 às 20h10
Tudo sobre

Mercado Livre

Saiba tudo sobre Mercado Livre

Ver mais

Nesta quinta-feira (24), o Mercado Livre anunciou que obteve junto ao banco de investimentos Goldman Sachs um aporte de R$ 400 milhões, valor que representa uma das maiores linhas de financiamento do banco para uma empresa no Brasil.

Mercado Livre: como devolver um produto no site ou aplicativo
Mercado Livre e PayPal integrarão serviços de pagamentos no Brasil e no México

Esse investimento será realizado em um FIDC (fundo de investimento em direitos creditórios) e será utilizado para ampliar a capacidade de concessão de crédito para capital de giro a empreendedores, sobretudo para micro e pequenos negócios. A operação foi realizada a partir do Mercado Pago, unidade fintech da plataforma de e-commerce.

A oferta de crédito do Mercado Pago está disponível na Argentina, Brasil e México, países que já concederam mais de US$ 1 bilhão e mais de 1,3 milhão de contratos de créditos de capital de giro, alcançando cerca de 600 mil vendedores.

Segundo Martín de los Santos, vice-presidente sênior do Mercado Crédito, os usuários da plataforma valorizam o acesso ao crédito e a facilidade e transparência na contratação. "Com um clique e sem burocracia, os vendedores acessam o crédito de forma 100% digital. Isso representa uma experiência incomparável no sistema financeiro tradicional e explica porque 80% deles voltam a tomar crédito conosco”, afirmou o executivo.

Mercado Livre Experience: a partir do Mercado Pago, plataforma quer se consolidar como uma fomentadora de acesso ao crédito (Reprodução: Natalie Rosa)


Santos declarou ainda que o investimento da Goldman Sachs ajudará a seguir com o objetivo do Mercado Pago de democratizar o acesso aos serviços financeiros e ao crédito na América Latina. "Grande parte dos vendedores que atuam no Mercado Livre e no Mercado Pago são micro e pequenas empresas que não possuem acesso ao sistema financeiro tradicional", continua Martin. "No Mercado Pago, não estamos somente promovendo a inclusão financeira, mas também proporcionando financiamento para os que desejam expandir seus negócios”.

No Brasil, apenas 18% dos pequenos negócios conseguiram tomar crédito em meio à pandemia. Com o aporte, o Mercado Pago quer se consolidar como fintech que fomenta o acesso ao crédito, ao conceder desde o início de sua operação de crédito mais de R$ 2,4 bilhões. A partir deste valor, foram gerados mais de um milhão de contratos de crédito para 500 mil pequenas e médias empresas que vendem no Mercado Livre ou com soluções de pagamento do Mercado Pago.

“Estamos extremamente entusiasmados em continuar a parceria com o Mercado Livre na democratização dos mercados financeiros da América Latina e no fornecimento de crédito às empresas e comerciantes que hoje não têm acesso”, garante Santiago Rubin, Diretor Geral e head de Tecnologia, Mídia e Telecom para a América Latina do Goldman Sachs.

Parcerias com TOTVS e PayPal

Além de ampliar a sua linha de crédito, o Mercado Livre, em agosto último, criou uma parceria com a TOTVS, que permitirá aos varejistas disponibilizar de forma automatizada suas ofertas no marketplace, reforçando a estratégia de omnichannel da plataforma.

Com a parceria, clientes da solução TOTVS Omni by Moddo terão a possibilidade de oferecer seus estoques e comercializar seus produtos de forma mais simples, integrando dados entre as plataformas, com maior controle da entrda e saída de mercadorias e número de vendas. Além disso, os processos de cadastros entre os sistemas passam a ser totalmente integrados e automatizados. Assim, lojas físicas começam a atuar como centros de distribuição dentro da plataforma do Mercado Livre, podendo reduzir custos - como taxas de entrega - e envio de produtos de forma mais rápida aos clientes.

Parceria com a TOTVs permitirá que lojas físicas funcionem como centro de distribuição no Mercado Livre (Foto: divulgação)

"Com a parceria, avançamos também em nosso objetivo de ampliar o sortimento de produtos oferecidos no Mercado Livre e de seguir aprimorando a experiência de compra de nossos clientes, para que seja cada vez mais conveniente, rápida e acessível", afirmou na época Fernando Yunes, Vice-Presidente Sr. do Mercado Livre no Brasil.

O TOTVS Omni by Moddo não é uma exclusividade para clientes de sistemas da TOTVS. Ele pode ser contratado separadamente por qualquer varejista interessado na ferramenta e integrado-o ao seu sistema de preferência.

Já no final de julho deste ano, a plataforma de e-commerce anunciou a disponibilização do PayPal como uma forma de pagamento em sua plataforma para clientes no Brasil e no México. A ação marca uma nova fase da parceria, iniciada em dezembro de 2019, que permitia aos usuários Mercado Livre realizar transações no restante do mundo pelo PayPal. Vale lembrar também que esta última investiu US$ 750 mil dólares em ações no Mercado Livre naquele mesmo ano para impulsionar o recurso.

De acordo com as empresas, a nova modalidade de pagamentos entrou em atividade em meados de agosto, como opção em comércios online no Brasil e no México que aceitam Mercado Pago. Ela será válida tanto no check-out online, quanto via link de pagamento do próprio Mercado Pago. Em nota, a empresa estima que 346 milhões de clientes do PayPal sejam atingidos pela novidade.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.