Siga o @canaltech no instagram

LinkedIn compra empresa de pesquisa de funcionários Glint por US$ 400 milhões

Por Rafael Arbulu | 09 de Outubro de 2018 às 10h50
(Imagem: Reprodução/Glint Blog)
Tudo sobre

LinkedIn

Saiba tudo sobre LinkedIn

Ver mais

A rede social corporativa LinkedIn confirmou nesta segunda-feira (8) a aquisição da empresa de pesquisas de funcionários Glint. Nenhuma das partes falou sobre o valor da negociação, mas há rumores de que ela custou entre US$ 400 milhões e US$ 500 milhões, no que a rede chama de “uma das maiores aquisições já feitas pelo LinkedIn”.

Em um post feito no blog oficial da empresa, o CEO da Glint, Jim Barnett, disse que “Os nossos insights relacionados aos sucessos das pessoas, somados aos dados do LinkedIn sobre a força geral de trabalho, serão uma combinação poderosa que poderá ajudar clientes a atrair, desenvolver e reter os melhores talentos”. A Glint atua no ramo de condução de pesquisas entre funcionários para medir níveis de satisfação de trabalho, gestão e políticas internas. Seus serviços já foram usados por grandes nomes, como a Waymo e United Airlines.

A aquisição mostra que a Microsoft, que comprou o LinkedIn em 2016 por US$ 26,2 bilhões, prefere manter as operações da rede social independentes, mantendo, dessa forma, um capital agregado de alto valor fora do seus negócios centrais.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.
LinkedIn adquiriu empresa de pesquisas internas de funcionários Glint, no que chama de "a maior aquisição que nós fizemos" (Imagem: Reprodução/Glint Blog)

Fonte: Business Insider; CNBC; Glint (site oficial)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.