LinkedIn compra empresa de pesquisa de funcionários Glint por US$ 400 milhões

Por Rafael Arbulu | 09 de Outubro de 2018 às 10h50
(Imagem: Reprodução/Glint Blog)
Tudo sobre

LinkedIn

A rede social corporativa LinkedIn confirmou nesta segunda-feira (8) a aquisição da empresa de pesquisas de funcionários Glint. Nenhuma das partes falou sobre o valor da negociação, mas há rumores de que ela custou entre US$ 400 milhões e US$ 500 milhões, no que a rede chama de “uma das maiores aquisições já feitas pelo LinkedIn”.

Em um post feito no blog oficial da empresa, o CEO da Glint, Jim Barnett, disse que “Os nossos insights relacionados aos sucessos das pessoas, somados aos dados do LinkedIn sobre a força geral de trabalho, serão uma combinação poderosa que poderá ajudar clientes a atrair, desenvolver e reter os melhores talentos”. A Glint atua no ramo de condução de pesquisas entre funcionários para medir níveis de satisfação de trabalho, gestão e políticas internas. Seus serviços já foram usados por grandes nomes, como a Waymo e United Airlines.

A aquisição mostra que a Microsoft, que comprou o LinkedIn em 2016 por US$ 26,2 bilhões, prefere manter as operações da rede social independentes, mantendo, dessa forma, um capital agregado de alto valor fora do seus negócios centrais.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

LinkedIn adquiriu empresa de pesquisas internas de funcionários Glint, no que chama de "a maior aquisição que nós fizemos" (Imagem: Reprodução/Glint Blog)

Fonte: Business Insider; CNBC; Glint (site oficial)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.