Itaú anuncia serviço de compartilhamento de carros elétricos com início em 2021

Por Felipe Ribeiro | 12 de Novembro de 2020 às 23h20
Divulgação/ Itaú

O Itaú Unibanco anunciou nesta quinta-feira (12) a criação do serviço de compartilhamento de veículos elétricos vec Itaú. Inspirado pelo já conhecido Bike Itaú, essa nova empreitada do grupo financeiro permitirá que usuários desbloqueiem os carros em estações diretamente pelo celular, podendo devolvê-los na mesma ou em outra estação de carregamento. O início dos testes está previsto para o primeiro semestre de 2021 e, depois disso, a expectativa é que o público possa usar o serviço no segundo semestre do ano que vem.

A princípio, o serviço contará com veículos nos modelos Jaguar I-Pace, BMW i3, já testado pelo Canatech, e o JAC iEV40. O Itaú avaliará também novas parcerias ao longo do tempo para ampliar o portefólio de veículos elétricos disponíveis e aumentar o leque de opções para melhorar a experiência dos clientes, como outros modelos elétricos e, talvez, híbridos plug-in.

Todos os veículos passarão por rigorosos procedimentos de higienização, sempre respeitando os protocolos de segurança para que os clientes se sintam confortáveis para utilizá-los. Serão disponibilizados também kits dentro dos carros para caso os próprios clientes também queiram reforçar a higienização.

Os veículos disponíveis para os primeiros meses do vec Itaú (Imagem: Divulgação/Itaú)

“Estamos colocando nossa expertise financeira a serviço das pessoas, num modelo em que contaremos com parcerias estratégicas com montadoras, locadoras e demais players do segmento. Buscaremos agregar valor por meio de uma experiência inovadora, tecnológica, segura e sustentável, além de estimular o mercado de veículos elétricos no Brasil”, afirma Rodnei Bernardino de Souza, diretor do Itaú Unibanco, em apresentação on-line que foi acompanhada pelo Canaltech.

Para o uso dos veículos, será cobrada uma tarifa inicial fixa e um valor por minuto de utilização, com preços ainda em definição, que podem variar de acordo com o carro também, tendo em vista o diferente nível dos veículos. Todos os carros terão internet nativa para aumentar a eficiência nos trajetos dos usuários, bem como os adesivos da ConectCar para liberação automática de cancelas em pedágios e estacionamentos. Segundo o Itaú, todas as pessoas poderão usar o serviço, e não apenas seus clientes.

O projeto foi criado em parceria com a Ucorp, responsável pelo desenvolvimento do aplicativo e da plataforma, além da infraestrutura de conectividade e a operação de logística. O banco afirma, ainda, que, inicialmente, o serviço estará disponível somente em São Paulo, com algumas estações de recarga como pontos estratégicos. O aumento da frota e de postos se dará conforme a demanda.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.