Investidores são atraídos por golpistas em aplicativos de paquera

Por Natalie Rosa | 27 de Agosto de 2019 às 09h52

O site Australian Financial Review descobriu uma nova modalidade de golpe que vem sendo aplicado em sites e aplicativos de paquera e que cujo principal alvo são investidores. De acordo com o periódico, esses profissionais estão sendo enganados por mulheres cadastradas em serviços desse tipo, que recebem comissão para convencê-los a investirem em "contratos por diferença", que podem ser alavancados entre 200 a 500 vezes.

De acordo com o relatório, os "corretores" vêm gastando mais de US$ 280 milhões ao ano para comissionar essas mulheres que apresentam a possibilidade.

Contratos por diferença são, basicamente, acordos entre compradores e vendedores que determinam que o vendedor pagará a diferença ao comprador entre o valor atual de um ativo e o seu valor no vencimento do contrato. Quando há diferença negativa, o comprador é obrigado a pagar em vez do vendedor.

Os investidores ainda são atraídos por presentes gratuitos, como computadores, tablets e outros bônus caso o trader concorde em adquirir um certo número de contratos.

Estes programas de introdução estão em processo de proibição pela Comissão Australiana de Valores Mobiliários e Investimentos, entrando na justiça contra bancos que aderem à prática.

Fonte: Markets InsiderFinancial Review

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.