Funcionários da Faraday Future não devem voltar para seus cargos no próximo mês

Por Wagner Wakka | 27 de Fevereiro de 2019 às 12h47
Faraday Future
Tudo sobre

Faraday Future

Saiba tudo sobre Faraday Future

Ver mais

Os funcionários da Faraday Future, fabricante de carros elétricos, não devem voltar de licença para seus antigos empregos. Eles entraram em férias coletivas em dezembro do ano passado depois que a sua principal investidora, o Evergrande Group, se negou a dar um adiantamento à empresa.

Criada em 2014, a empresa concorrente da Tesla é considerada um dos maiores fiascos do mercado. Dois anos depois, ela informou que tinha 64.100 reservas do recém-anunciado SUV FF 91, quando na verdade esse número era de apenas 60.

Tal escândalo veio à tona em novembro, quando dois executivos da companhia abandonaram seus cargos. A empresa também mandou todos os funcionários contratados até maio de 2018 para casa sem remuneração.

O problema é que a companhia contava somente com US$ 18 milhões em caixa para suprir uma dívida de US$ 59 milhões com fornecedores. Com isso, ela pediu um adiantamento para o Evergrande Group de US$ 1,2 bilhão , acordo que terminou em processo no Tribunal do Distrito Central da Califórnia, nos EUA. A Faraday Future alega que a investidora está forçando a falência antecipada da companhia.

O problema é que, com o processo rolando, a companhia não poderia mais buscar outros investimentos. Foi só bem no final do ano passado que o Evergrande concordou em liberar a Faraday Future para encontrar novas pessoas interessadas em seus negócios.

A companhia informou que, apesar dos esforços para buscar novos parceiros, ela está ainda longe de conseguir alguém que aceite bancar não só os prejuízos, mas que também leve o negócio adiante.

Anunciado em 2016, o FF 91 deveria ser mais rápido que os veículos da Tesla. O preço dele seria de US$ 200 mil com antecipação de US$ 5 mil para reservar a compra. Como apenas 60 pessoas entraram na pré-venda, a companhia não conseguiu levar o projeto adiante. Até agora, ela só apresentou um protótipo do veículo no ano passado.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.