Foi por pouco: Microsoft teria tentado comprar o Pinterest

Por Felipe Ribeiro | 12 de Fevereiro de 2021 às 17h19

Foi por pouco. A Microsoft esteve perto de concretizar sua maior aquisição em todos os tempos com a compra do Pinterest. Segundo reportagem do Financial Times, a gigande de Redmond teria feito uma proposta, mas o negócio não andou e hoje encontra-se etagnado. Caso tivesse sido fechado, as cifras poderiam chegar a US$ 51 bilhões, atual valor de mercado da rede social.

Segundo a reportagem, esse interesse da Microsoft em uma rede como o Pinterest pode indicar uma nova estratégia da empresa para seus serviços de nuvem como o Azure. Hoje, muitos aplicativos deste tipo preferem utilizar o Amazon Web Services, que domina esse mercado. Ao comprar o Pinterest, a gigante de Redmond mostraria poder de fogo e atrairia mais clientes para seu ecossistema de cloud.

É bom lembrar, contudo, que essa não é a primeira tentativa da Microsoft nesse aspecto. No ano passado, a empresa tentou comprar o TikTok e, dentro desse negócio, a utilização do Azure para abrigar o aplicativo de vídeos seria um chamariz para demais negócios no escopo da nuvem.

Compra do Pinterest pela Microsoft pode custar US$ 51 bilhões/ Imagem: Freepik

Aquisições recentes

Muito embora o negócio com o Pinterest não tenha sido confirmado — e nem descartado —, outras empresas foram adquiridas na gestão de Satya Nadella, o que indica um perfil bem agressivo do CEO da Microsoft.

GitHub, por US$ 7,5 bilhões, LinkedIn por US$ 26,2 bilhões e, mais recentemente, a Zenimax Media/ Bethesda, por mais US$ 7,5 bilhões, são algumas das aquisições recentes da Microsoft, que não deve parar por aí.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.