Saiba como ser um melhor negociador e se tornar um empreendedor de sucesso

Por Redação

Não existe uma fórmula nem um passo a passo à prova de falhas para ser bem-sucedido no mundo dos negócios. Jogo de cintura, poder de negociação e, sobretudo, sagacidade, são algumas das características básicas exigidas para ter um bom desempenho como empresário e empreendedor. Pare e pense: você se considera um bom negociador? Você sabe o momento certo de expor suas ideias, recuar ou continuar insistindo?

Se você não tiver tato o suficiente, mesmo as melhores ideias podem ir por água abaixo. Veja a seguir alguns pontos que você como empreendedor precisa dominar para não se dar mal ao expor suas ideias e planos para investidores.

1 - Os erros mais comuns

Existem quatro principais erros que empresários cometem nos negócios:

- Permitir que emoções e ego atrapalhem a vida profissional.

- Não estar suficientemente preparado para lidar com questões mais técnicas.

- Não ter estratégias para lidar com incertezas.

- Negociar de maneira que compromete relacionamentos e a própria reputação.

Saber resolver essas quatro questões é requisito crucial. Então, primeiro é preciso trabalhar com elas separadamente.

2 - Emoções e ego

Ao mesmo tempo que é certo que a pessoa que cria algo é quem mais sabe sobre a criação, muitos criadores são passíveis de caírem em armadilhas emocionais, como desvalorizar terceiros, para proteger seu projeto de críticas de terceiros.

Ou seja, é comum que o empreendedor, para rebater críticas sobre seu projeto, atribua uma série de erros a outras pessoas, situações e/ou produtos para elevar o valor do mesmo.

Nesses casos, ter alguém que não esteja emocionalmente envolvido com o objeto das negociações é benéfico para os negócios, já que ele não age como "pai" ou "mãe" do produto. Saber quando contar com intermediários é importante.

3 - Lidando com complexidade

Explicar para alguém que nunca assistiu Game of Thrones o desenrolar dos acontecimentos em Winterfell é difícil. Do mesmo jeito, é muito complicado explicar algo a alguém que não tem a mesma bagagem técnica que você possui sobre algum assunto.

Muito dos esforços de empresários são bem ou mau-sucedidos baseados na capacidade dos investidores de acreditarem que o protótipo de um projeto apresentado irá funcionar. Em alguns casos, eles podem até pedir que algum expert acompanhe a formulação do seu conceito ou protótipo, para garantir que tudo funcione direito.

Quando os experts discordam de você, é difícil ajeitar as coisas. Nesses casos, o aconselhável é seguir as etapas do projeto em esforço conjunto, assim ambas as partes - empreendedores e investidores - farão descobertas e decisões juntos, sem que um lado se sinta prejudicado pelo outro.

4 - A temida incerteza

Se você criou um projeto, provavelmente está mais propenso a arriscar no mercado do que as pessoas que estão investindo dinheiro para que sua ideia se torne realidade.

Na maior parte dos casos, os investidores irão querer garantir algum tipo de recompensa para compensar o risco que eles estão correndo ao lançar o seu produto. Essa tensão é muitas vezes responsável por um péssimo relacionamento entre as partes criativa e financeira do projeto, assim como pode ser determinante em relação a quem é demitido ou não.

Assim como no terceiro tópico, firmar acordos em parceria é benéfico, pois ambos os lados saberão o quão largo é o passo que vocês estão dando. Se as partes discordam dos riscos que estão correndo, sempre haverá a possibilidade de reformular o plano até que todos estejam satisfeitos com os termos e condições do empreendimento.

5 - Sobre relacionamentos

Muitos empreendedores estão muito focados em conseguir um acordo para financiamento que, às vezes, acabam dizendo coisas que não são verdades, tal qual quando dizemos algumas mentirinhas para impressionar o potencial namorado em um encontro amoroso.

Quando é descoberto que as promessas feitas não podem ser cumpridas, a confiança é perdida. A cooperação entre todas as partes envolvidas em um negócio é essencial para o sucesso, por isso é fundamental que não haja mentiras e desconfiança em nenhum das partes.

Saber quando e como compartilhar informações (e o que manter em segredo) é uma habilidade que vale ouro no mundo dos negócios.

6 - Tente e tente de novo!

Mesmo levando todas essas dicas em consideração, uma das coisas mais importantes para que tudo dê certo é ter experiência, e para adquiri-la é necessário tempo. Por isso, mesmo que seus primeiros esforços no campo empresarial não derem frutos, continue tentando, pois sempre há o que aprender e o fracasso anterior pode ter te ensinado um elemento chave que te permitirá ser bem-sucedido no futuro.

Via

Tech Crunch

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.