Compras debitadas na conta telefônica devem chegar a US$ 74 bilhões em 2026

Compras debitadas na conta telefônica devem chegar a US$ 74 bilhões em 2026

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 20 de Maio de 2022 às 15h20
Unsplash/Pandhuya Niking

Consumidores de todo o mundo vão gastar, em 2026, US$ 74 bilhões (R$ 361 bilhões) em mercadorias digitais via carrier billing, ou seja, com débito na conta telefônica. A estimativa é da empresa britânica de análise de mercado Juniper Research.

Neste ano, este gasto é de de US$ 54 bilhões (R$ 264 bilhões). O montante esperado para daqui a quatro anos representará um crescimento de 37% em comparação com 2022. Além disso, a empresa calcula que pouco mais de 50% do faturamento virá de jogos para celular.

Esse domínio dos games será impulsionado pela aceleração das estratégias de monetização das desenvolvedoras, incluindo jogos em nuvem 5G e modelos de assinatura. As operadoras devem priorizar parcerias com as principais plataformas, incluindo gamers emergentes de jogos em nuvem, para melhor atender este mercado.

Em 2026, as receitas das operadoras de celular com carrier bllling chegarão a US$ 11 bilhões, segundo consultoria Juniper Research (Imagem: DC_Studio/envato)

Outra expectativa da Juniper Research é que em 2026, as receitas das operadoras chegarão a US$ 11 bilhões (R$ 53,7 bilhões) com o uso de seus sistemas de billing para vender mercadorias digitais. A pesquisa afirma que os altos custos por transação serão um fator limitante para esse tipo de pagamento em comparação aos cartões e carteiras digitais, mas identificou o alcance da operadora do serviço como algo que poderá equilibrar essa competição.

As vendas de mercadorias físicas por meio de carrier billing, por sua vez, devem somar US$ 13 bilhões (R$ 63,5 bilhões) em 2026, um aumento de 270% em quatro anos, prevê a Juniper Research. "Embora este mercado esteja crescendo a partir de uma base de usuários mais baixa, ele representa uma nova oportunidade significativa", diz o comunicado à imprensa.

Fonte: Juniper Research

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.