Nova atualização do Google Chrome corrige 23 falhas de segurança

Por Redação | 21 de Maio de 2014 às 09h50

O Google anunciou nessa terça-feira (20) a versão 35 do seu navegador, o Google Chrome, para Windows, Mac, Linux e Android. A nova versão, recheada de novidades principalmente para desenvolvedores, aparentemente não sofreu nenhuma mudança no visual. Ainda assim, foram corrigidas 23 falhas de segurança e realizados ajustes para melhorar o desempenho e estabilidade da aplicação.

Como destaca o blog oficial do próprio navegador, entre as principais novidades estão o maior controle de entradas de toque, novos recursos JavaScript, Shadow DOM não prefixado e novas APIs para aplicativos e extensões.

O controle de toque é uma propriedade de CSS que permite ao desenvolvedor desabilitar certos tipos de toques específicos como rolagem, zoom e duplo toque em partes do conteúdo de uma página. Nos desktops serão adicionadas novas ações para a roda do mouse (scroll) quando usada em conjunto com a tecla CTRL, o que irá possibilitar aos desenvolvedores fazer algo diferente do que apenas o usual acionamento do zoom do navegador. O Google dá como exemplo a possibilidade de ser realizado o zoom apenas sobre o Google Maps em vez da página toda.

Os novos recursos JavaScript incluem 3 funcionalidades que já estavam definidas no padrão ECMAScript 6. São eles: o valor Promise, que serve para escrever códigos assincrônicos mais limpos; os valores WeakMaps e WeakSets, que ajudam a diminuir vazamento de memória; e o Object.observe, que permite visualizar mudanças feitas em objetos do JavaScript.

O Google também adicionou suporte ao Shadow DOM não prefixado nesta versão, recurso que teve início com o lançamento da versão 25 do navegador. Na prática, o recurso melhora a composição de elementos da interface do usuário, permitindo que os desenvolvedores visualizem dados, como marcas em HTML e CSS, ocultem detalhes de componentes complexos e criem suas próprias classes de elementos e APIs com elementos personalizados.

Ao usuário final, é importante atualizar o navegador pois, como dito anteriormente, 23 novas falhas de segurança identificadas foram corrigidas, bem como ajustes de problemas relacionados ao sobrecarregamento do fluxo de áudio e erros de leitura em filtros de arquivos de mídia.

A atualização pode ser feita automaticamente no navegador ou pela página oficial.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.