Navegador Edge receberá atualizações com mais frequência, informa a Microsoft

Navegador Edge receberá atualizações com mais frequência, informa a Microsoft

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 15 de Março de 2021 às 17h45
Divulgação/Microsoft

O novo cronograma de atualizações do Chrome não proporcionará vantagens exclusivas ao navegador do Google. Acompanhando o anúncio da Gigante das Pesquisas, a Microsoft afirma que o Edge, sua alternativa baseada no Chromium, também terá pacotes de download disponibilizadas com mais frequência.

“Para alguns, inovação não chega rápido o bastante”, pontua a Microsoft no anúncio da novidade. A companhia entende que parte dos consumidores — principalmente o público corporativo — demanda atualizações de segurança cada vez mais frequentes, cruciais para manter a integridade dos dados da companhia enquanto utilizam o software para se comunicar, transferir arquivos sensíveis e realizar pesquisas.

Portanto, para se adequar as necessidades desse segmento mais exigente, o Microsoft Edge receberá atualizações a cada quatro semanas por padrão — compostas, majoritariamente, por pacotes de segurança testados ostensivamente pela companhia e pelos responsáveis do projeto Chromium, do Google.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Em contrapartida, a MS oferecerá uma alternativa focada na “estabilidade”, batizada de “Extended Stable”. O modo altera a frequência das atualizações para um período de oito semanas, o dobro do período padrão, para dedicar mais tempo às avaliações de cada versão e evitar que o fluxo de trabalho seja interrompido por bugs inesperados oriundos de atualizações mal preparadas.

O novo cronograma de atualizações e as opções especiais serão disponibilizadas a partir do Edge 94, cujo lançamento é aguardado para a primeira semana de setembro de 2021. A Microsoft espera tornar sua relação com os consumidores ainda mais transparente a partir dessas novas atualizações. Na publicação original, a Microsoft não entrou em detalhes se as versões para Android e iOS também receberão o tratamento especial.

Fonte: Microsoft

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.