Com HTTPS virando padrão, Chrome vai parar de sinalizar sites seguros

Por Ramon de Souza | 17 de Maio de 2018 às 16h40
International Business Times
Tudo sobre

Google

O uso do protocolo HTTPS — que garante uma comunicação mais segura entre o servidor do site e o computador do visitante — está felizmente se tornando um padrão. De acordo com a Google, 81 dos 100 domínios mais visitados da internet já utilizam tal tecnologia; além disso, 68% de todo o tráfego registrado no Chrome nos sistemas Windows e Android é protegido por tal metodologia. Sendo assim, a empresa decidiu que, em breve, vai parar de sinalizar páginas com HTTPS como seguras em seu navegador.

Tradicionalmente, ao visitar um website seguro, a barra de endereço do browser ganha um selo composto por um cadeado verde e a palavra “Seguro”. A ideia da Gigante das Buscas é que tal marcação não exista mais. O usuário só será alertado caso visite um domínio sem HTTPS implementado; nesse caso, a barra ganhará um selo na cor vermelha e com a inscrição “Não-seguro”, claramente avisando sobre os perigos de prosseguir com a navegação. Atualmente, a badge de um site sem HTTPS é apresentada na cor cinza.

De acordo com o 9to5Google, que divulgou tal novidade, essa mudança será aplicada aos poucos, iniciando na futura compilação 68 e sendo concluída na de número 69. Com tal alteração, a companhia planeja dar um visual mais limpo e minimalista ao Chrome, além de incentivar ainda mais a adoção do protocolo HTTPS.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: 9to5Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.