Atualização do novo navegador da Microsoft poderá ser bloqueada

Por Wagner Wakka | 17 de Dezembro de 2019 às 13h25
microsoft
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

Há muito tempo já se sabe que a Microsoft está trabalhando em um novo navegador baseado no Chromium, projeto de browser de código aberto da Google e no qual se baseia o Chrome. Já foi divulgado também que a novidade chegará em 15 de janeiro de 2020. O novo - e curioso - fato é que a atualização será automática, via Windows Update, mas a própria criadora do Windows vai permitir que você bloqueie a mudança.

Para isso, a Microsoft lançou um novo programa chamado Blocker Toolkit, voltado exatamente para evitar que o novo Edge seja atualizado de forma automática. Caso o usuário queira manter a versão clássica do navegador (não-baseada no Chromium), ele pode utilizar esta ferramenta.

Tal programa, contudo, também revelou que o novo Edge será atualizado pelo Windows Update, também para os Windows 7, 8 e 10, além de macOS. Com isso, também fica claro que não será possível manter as duas versões do programa ao mesmo tempo.

O ponto é que se trata de um novo navegador e que, embora ele tenha passado por meses de testes, é possível que o browser chegue ao consumidor final com várias falhas. Por isso, é razoável supor que alguns usuários prefiram esperar para atualizar seu Edge.

Embora haja ainda um mês para a atualização, já é possível fazer o download da ferramenta de bloqueio no site da Microsoft.

Fonte: Microsoft  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.