Como salvar o histórico do Chrome no modo anônimo

Como salvar o histórico do Chrome no modo anônimo

Por Kris Gaiato | Editado por Guadalupe Carniel | 14 de Junho de 2022 às 13h00
Canaltech/Felipe Freitas

Usuários que gostam de navegar na Web sem deixar vestígios públicos podem salvar o histórico do Chrome no modo anônimo sem comprometer a sua privacidade. Isso é possível devido à extensão Off The Record History, que cria um registro temporário dos sites visitados nesse modo de navegação.

É importante destacar que, embora o plug-in seja disponibilizado para o Google Chrome, usuários também podem utilizá-lo no Microsoft Edge. Desde que o código-fonte do navegador adotou a base Chromium, todas as extensões do concorrente se tornaram compatíveis com o programa.

1. Para salvar o histórico do Chrome no modo anônimo, você precisa antes instalar a extensão. Acesse a página de download da ferramenta e à direita, selecione o botão “Usar no Chrome” ou semelhante. Na janela que aparecerá no topo da tela, confirme a decisão com o comando “Adicionar extensão”;

Para salvar o histórico do Chrome no modo anônimo, use a ferramenta indicada (Captura: Kris Gaiato)

2. Em seguida, crie uma nova aba (não precisa ser anônima) e, no canto superior direito da tela, clique no botão de três pontos. E, em “Mais ferramentas”, selecione a opção “Extensões”;

Acesse a página de extensões para configurar o plug-in (Captura: Kris Gaiato)

3. Na lista de plug-ins que será exibida, localize a opção Off The Record History e toque em “Saiba mais”. Depois, marque a caixa de seleção “Permitir na navegação anônima”;

Ative a coleta de histórico na navegação anônica (Captura: Kris Gaiato)

4. Quando decidir navegar na Web e quiser registrar o histórico, clique na extensão (dentro menu representado por uma peça de quebra-cabeça) e entre na página “Full history” para visualizar seus acessos mais recentes. Caso queira deletá-los manualmente, use o botão de lixeira.

Para desativar a extensão, retorne aos ajustes e desabilite o acesso ao modo anônimo (Captura: Kris Gaiato)

Para manter a privacidade do usuário protegida, o registro fica disponível apenas enquanto a guia anônima continuar aberta. No momento em que ela for encerrada, todo o histórico é apagado. Assim, quando o usuário entrar em modo de navegação anônima novamente, o plug-in registrará os acessos do zero.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.