Depois de três anos, Taylor Swift volta a disponibilizar suas músicas no Spotify

Por Redação | 09 de Junho de 2017 às 09h43
Divulgação
Tudo sobre

Spotify

Após ter se transformado em um dos principais nomes de resistência ao modelo imposto pelo Spotify nos serviços de música via streaming, eis que a cantora Taylor Swift finalmente se rendeu ao formato e agora retorna à popular plataforma musical e seus concorrentes. Por meio de suas redes sociais, a cantora confirmou que todas as suas músicas estão de volta ao Spotify, além de serviços como Tidal, Deezer e Amazon Music.

No anúncio, a artista afirma que o retorno é uma comemoração aos 10 milhões de discos vendidos em todo o mundo do álbum 1989. Porém, ao que parece, a questão é um pouco mais econômica do que apenas comemorativa. Desde 2014, as canções de Taylor Swift estavam fora do serviço porque a cantora não concordava com a política de permitir que usuários tivessem acesso às suas músicas sem pagar por elas — um modelo que o Spotify defende até hoje.

No entanto, mesmo com as críticas e a subsequente saída de Swift, o Spotify continuou crescendo nesse período. Atualmente, o serviço conta com mais de 50 milhões de assinantes e outros 50 milhões de usuários que utilizam a plataforma gratuitamente e monetizam o seu uso a partir do consumo de publicidade. E essa pode ser uma das razões que fizeram a artista voltar atrás.

Embora não seja nada oficial, o site Android Authority aponta que Taylor Swift poderia estar simplesmente perdendo dinheiro ao deixar suas músicas fora do alcance de, pelo menos, 100 milhões de usuários em todo o mundo. Esse pessoal pode não estar gerando receita do modo que a cantora deseja, mas certamente eles devem gerar um montante significativo e que voltou a interessar aos empresários da artista.

Fonte: Android Authority

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.