Twitter aposta em zero rating para crescer no Brasil

Por Stephanie Kohn | 25 de Maio de 2018 às 07h00

O escritório brasileiro do Twitter foi o terceiro do mundo e o país está sempre na mira da rede social em termos de novas estratégias e crescimento. Sendo assim, para este ano, a aposta local será focada em parcerias com operadoras para engajar usuários por meio do zero rating - uma prática que permite o acesso à plataforma de forma gratuita, sem cobrança de tráfego de dados móveis.

Em janeiro deste ano, o Twitter passou a fazer parte do pacote Vivo Internet Social Networks, destinado aos clientes pré-pagos 'Vivo Turbo', que oferece mais internet para serviços como o microblogue. Mais recentemente, a TIM também anunciou a expansão do uso de redes sociais sem custo adicional na franquia de dados de seus planos de telefonia móvel. Agora, os clientes têm acesso ilimitado ao Twitter e uma variedade de outros aplicativos e serviços sem consumir dados.

Outra medida adotada pela companhia para crescer no Brasil foi lançar o Twitter Lite, um aplicativo web para celular, smartphones e tablets que facilita o acesso ao site em redes de dados mais lentas ou mais caras. 

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

“Com o Twitter Lite, estamos tornando o Twitter mais acessível a milhões de pessoas - tudo o que precisam é de um smartphone ou tablet com um navegador. Mercados emergentes como Índia e Brasil representam oportunidades para aumentar a audiência com o app”, comentou Sharad Vivek, diretor global de Business Development do Twitter, em entrevista ao Canaltech.

Em relação a conteúdo, a plataforma também investe em parcerias locais como a realizada com a Confederação Brasileira de Futebol. A convocação dos jogadores brasileiros de futebol que disputarão a Copa do Mundo foi transmitida ao vivo no dia 14 de maio. E em novembro do ano passado, a empresa fechou com a Liga Nacional de Basquete (@NBB), que possibilitou a transmissão de 17 partidas ao vivo. O jogo entre o Flamengo X Ceará, por exemplo, teve uma audiência de 319.000 espectadores únicos.

“Vídeo é uma evolução e hoje representa 50% da nossa receita”, finalizou Vivek.

Crescimento global

O Twitter não divulga números regionais, por isso o crescimento nacional ainda é um mistério. O que sabemos, no entanto, é que no primeiro trimestre de 2018, o número de MAUs (usuários mensais ativos) cresceu 3% em relação ao mesmo período do ano passado, chegando a 336 milhões (3% acima no ano contra ano).

Sendo assim, no primeiro trimestre de 2017, o Twitter tinha 328 milhões de usuários mensais ativos e no mesmo período deste ano chegou a 336 milhões de usuários mensais ativos. Já o número de DAUs (usuários que entram na plataforma diariamente) aumentou 10% no primeiro trimestre de 2018 na comparação com o primeiro trimestre de 2017.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.