Riot Games processa empresa de e-sports pelo uso da marca Riot

Por Nathan Vieira | 11 de Outubro de 2019 às 16h50
Divulgação

A desenvolvedora de jogos eletrônicos Riot Games, fundada em 2006, ficou conhecida principalmente pelo famoso título League of Legends. No entanto, a empresa não tem nada a ver com a organização de e-sports Riot Squad, de Chicago, fundada em 2019. E é justamente por essa associação errônea feita entre as duas empresas que a Riot Games está entrando com um processo.

A grande questão está no nome "Riot". Acontece que a Riot Games alegou que a administração da Riot Squad “espera e pretende que, com o uso da marca Riot, os consumidores acreditem erroneamente que a organização de e-sports esteja de alguma forma associada, patrocinada ou endossada ou afiliada à Riot Games e seus produtos e serviços". Por isso, a desenvolvedora de jogos pediu a um tribunal da Califórnia que proibisse a Riot Squad de usar esse nome. No processo, a Riot Games destaca especificamente a importância da palavra "Riot" no marketing da equipe de e-sports em logotipos e camisetas.

Riot Squad está sendo processada pela desenvolvedora Riot Games por causa da utilização da palavra "Riot"

A Riot Squad se define como uma organização profissional de Esports, fundada por jogadores, para jogadores. "Nossa missão é construir o padrão-ouro para a próxima geração de jogos competitivos", descreve em seu site. A organização já contratou equipes para competir em uma variedade de jogos diferentes, como Fortnite, CS: GO, Rainbow Six: Siege e Apex Legends, e conta com algumas streamers com contato para transmitir na Twitch. Levando em consideração que ela foi criada neste ano e que conta apenas com pouco mais de 8 mil seguidores nas redes sociais, nota-se que o público ainda é bem pequeno — diferente da Riot Games, que atualmente hospeda vários campeonatos de League of Legends em todo o mundo.

Fonte: Polygon

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.