Microsoft mudará política de RH após reclamações de discriminação e assédio

Microsoft mudará política de RH após reclamações de discriminação e assédio

Por Felipe Ribeiro | 17 de Abril de 2019 às 13h12
Divulgação

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, enviou uma carta aos seus funcionários nesta segunda-feira (15) descrevendo as mudanças na política de recursos humanos após reclamações sobre discriminação e assédio. A empresa vai mudar a forma como o departamento de RH analisa os incidentes no local de trabalho e criará uma "Equipe de Defesa do Funcionário" para auxiliar os funcionários com eventuais investigações e processos. Também haverá novos treinamentos para gerentes que são líderes em diversas equipes.

No início deste mês, um grupo de funcionários da Microsoft protestou contra a empresa depois que mulheres compartilharam experiências de assédio sexual e discriminação em uma série de e-mails.

"Estou desapontado ao ouvir sobre qualquer comportamento em nosso local de trabalho que fique aquém da cultura diversificada e inclusiva que estamos nos esforçando para criar", escreveu Nadella no e-mail.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O presidente executivo também falou que as equipes de toda a empresa se reunirão para chegar a um acordo sobre expectativas comuns, e a Microsoft criará novos conteúdos relacionados à inclusão. Em 2020, a Microsoft começará a compartilhar estatísticas sobre a frequência com que os funcionários levantam preocupações e quando as violações são encontradas.

Empresas em todo o Vale do Silício lutaram contra a discriminação e a falta de diversidade no local de trabalho. As mulheres representam apenas um quarto da força de trabalho de tecnologia, de acordo com o Kapor Center, apesar de representarem 46,9% da força de trabalho dos EUA, diz um relatório da Organização Internacional do Trabalho.

"Um dos nossos pontos fortes é que muitos de nós vêm de diferentes origens e têm perspectivas diferentes", teria dito Nadella, neste mesmo comunicado.

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.