Microsoft mudará política de RH após reclamações de discriminação e assédio

Por Felipe Ribeiro | 17 de Abril de 2019 às 13h12
Divulgação

O CEO da Microsoft, Satya Nadella, enviou uma carta aos seus funcionários nesta segunda-feira (15) descrevendo as mudanças na política de recursos humanos após reclamações sobre discriminação e assédio. A empresa vai mudar a forma como o departamento de RH analisa os incidentes no local de trabalho e criará uma "Equipe de Defesa do Funcionário" para auxiliar os funcionários com eventuais investigações e processos. Também haverá novos treinamentos para gerentes que são líderes em diversas equipes.

No início deste mês, um grupo de funcionários da Microsoft protestou contra a empresa depois que mulheres compartilharam experiências de assédio sexual e discriminação em uma série de e-mails.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

"Estou desapontado ao ouvir sobre qualquer comportamento em nosso local de trabalho que fique aquém da cultura diversificada e inclusiva que estamos nos esforçando para criar", escreveu Nadella no e-mail.

O presidente executivo também falou que as equipes de toda a empresa se reunirão para chegar a um acordo sobre expectativas comuns, e a Microsoft criará novos conteúdos relacionados à inclusão. Em 2020, a Microsoft começará a compartilhar estatísticas sobre a frequência com que os funcionários levantam preocupações e quando as violações são encontradas.

Empresas em todo o Vale do Silício lutaram contra a discriminação e a falta de diversidade no local de trabalho. As mulheres representam apenas um quarto da força de trabalho de tecnologia, de acordo com o Kapor Center, apesar de representarem 46,9% da força de trabalho dos EUA, diz um relatório da Organização Internacional do Trabalho.

"Um dos nossos pontos fortes é que muitos de nós vêm de diferentes origens e têm perspectivas diferentes", teria dito Nadella, neste mesmo comunicado.

Fonte: CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.