Publicidade

Empresa de Bill Gates está desenvolvendo reator nuclear "verde"

Por| 19 de Dezembro de 2018 às 14h02

Link copiado!

Reprodução/TerraPower
Reprodução/TerraPower

Há cerca de 10 anos, Bill Gates, fundador da Microsoft, criou uma empresa chamada TerraPower com o objetivo de construir reatores nucleares. Hoje, a companhia está na ativa desenvolvendo uma linha de reatores que utiliza um refrigerante de cloreto fundido para reduzir custos e diminuir o desperdício. Os reatores atuais costumam usar água e o procedimento exige a troca a cada 18 meses, gerando bastante lixo, ao contrario da versão sustentável, que deve durar muito mais tempo.

Em parceria com a fornecedora de energia Southern Company e com o investimento de US$ 40 milhões do Departamento de Energia dos Estados Unidos, a TerraPower ainda planeja abrir um novo laboratório no ano que vem. Um dos objetivos é desenvolver o protótipo de cloreto fundido até 2030 e disponibilizar o local para o teste de materiais do reator.

John Gilleland, diretor de tecnologia da empresa, explica que o experimento será classificado como um reator verde. "Isso não apenas permitiria a produção de eletricidade sem emissões de carbono, mas o envio de calor diretamente a uma instalação industrial, fornecendo o calor necessário para causar reações no processamento industrial ou no que for que você queira usá-lo", conta.

A TerraPower desenvolve a sua linha de reatores com base na tecnologia de sal fundido, que surgiu ainda na Guerra Fria, na década de 60, que acabou sendo interrompida após surgirem preocupações sobre corrosão e outros problemas de segurança.

Continua após a publicidade

A companhia ainda trabalha ao lado de cientistas de outras empresas como Oak Ridge National Laboratory, Idaho National Laboratory, Electric Power Research Insitute e Vanderbilt University.

Atualmente, somente 25% da eletricidade mundial vem de fontes renováveis e o objetivo é que, até 2040, esta porcentagem chegue a 40%.

Fonte: Science Alert