Brasil é destaque no desenvolvimento da tecnologia blockchain

Por Redação | 19 de Fevereiro de 2020 às 16h22 PUBLIEDITORIAL
Intergalaxy

Bem, se você acompanha com frequência o Canaltech e o setor de tecnologia, já deve ter ouvido falar bastante em blockchain, que é um dos assuntos mais importantes quando falamos em negócios e segurança em negócios digitais — é o que garante a privacidade das mensagens do seu WhatsApp e autentica as transações de criptomoedas como a Bitcoin, por exemplo. E o Brasil vem se destacando nessa seara.

Só para resumir para quem não sabe exatamente como a blockchain funciona: ela basicamente divide uma informação em pequenos bloco, que individualmente, ganham uma camada extra de proteção. Depois, essa partes se juntam no destino final e são decodificadas, quando, somente aí, emitem os dados completos registrados na origem. Essa descentralização dificulta muito a interceptação das mensagens por terceiros, por exemplo.

Imagem: Reprodução/Pixabay

E é por isso que muitos chamam a blockchain de “protocolo de confiança” e essa é a razão de ser utilizada em carteiras de criptomoedas, que usam esses fragmentos de dados para validar as compras e vendas nas mais diversas plataformas. Afinal, como é muito dinheiro sendo negociado online, o processo todo exige um altíssimo grau de segurança e privacidade.

Um dos expoentes mundiais quando falamos em desenvolvimento de blockchain é a Intergalaxy, criada em 2016 no Panamá pelo empresário brasileiro Francis Silva. O grupo vem ajudando o mercado nacional a se equiparar aos grandes nomes internacionais, fornecendo o suporte às principais startups e também às empresas já consolidadas no país.

Imagem: Reprodução/Intergalaxy

A Intergalaxy foi quem desenvolveu o app para o evento The Send, realizado em 8 de fevereiro, simultaneamente em São Paulo, nos estádios do Morumbi e Allianz Park, e em Brasília, no Estádio Nacional. O software aguentou nada menos do que 695 mil atividades simultâneas e interativas, em tempo real com a programação do encontro e, no dia de seu uso, o aplicativo chegou a figurar na segunda colocação dos mais baixados da App Store — à frente dos utilitários da Globoplay, Netflix e Amazon Prime Video, por exemplo.

Intergalaxy nasceu há três anos e já é referência

Francis Silva se tornou conhecido mundialmente como um negociador privado de criptomoedas, principalmente depois de se tornar-se multibilionário com a Ethereum. Depois de passar por vários países palestrando sobre blockchain e moedas digitais, passou a empreender e se tornou o CEO da Intergalaxy, que, em pouco mais de três anos, tornou-se uma referência no setor.

Imagem: Reprodução/Intergalaxy

Desde 2016, a Intergalaxy trabalhou com grandes grupos no mercado internacional e nacional. Com sede em Curitiba, a companhia atua no Brasil, Estados Unidos, Panamá, Londres, Hong Kong, Japão, Coreia do Sul e outras praças. Além da capital paranaense, em 2018 a Intergalaxy passou a expandir suas unidades para Londres, Hong Kong, Estados Unidos, Singapura, Emirados Árabes Unidos e Coreia do Sul.

Imagem: Reprodução/Intergalaxy

No começo de 2019, Francis Silva passou a centralizar suas operações no Brasil, posicionando a companhia como o principal nome do setor nacional na transformação de empresas com uso da tecnologia blockchain. A ideia é que, com, isso o mercado tupiniquim continue crescendo nessa frente e se destacando em todo o mundo. Para saber mais sobre sobre a Intergalaxy, acesse este link.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.