Google quer consolidação do Project Loon em 2015

Por Redação | 16 de Junho de 2014 às 17h10
photo_camera Google

O Project Loon, iniciativa do Google que visa levar conexão de internet para áreas sem sinal via balões, vem se concretizando com sucesso. É o que afirma a companhia, de acordo com notícia do Wired, um ano após o início do experimento.

A internet ainda não alcançou nem metade da população mundial e a intenção do Google é aumentar a conectividade global com o Project Loon. A ideia é simples, porém, difícil de ser executada porque exige muitos testes para preencher falhas de cobertura com balões de alta altitude.

As metas do projeto ficaram mais ambiciosas após um dos maiores testes realizados pelo Google até agora, justamente por aqui no país, no estado do Piauí, neste início de junho. Mike Cassidy, diretor de projetos da divisão X da companhia, conseguiu acessar com sucesso a banda larga de alta velocidade numa escola previamente sem conexão, numa comunidade de Água Fria, no município de Campo Maior.

Há um ano, quando foi anunciado, o projeto era tido como uma aposta de risco. Agora, após os resultados recentes da experiência no Piauí, as coisas mudaram. "Os balões vêm conseguindo se conectar com dez vezes mais tamanho de banda, têm dez vezes mais habilidades de manejo na direção e estão ficando no alto com tempo dez vezes maior", afirmou Astro Teller, diretor da divisão X.

Projeto Loon

Os balões, que normalmente só resistiam a dois dias no ar, agora passam mais tempo em operação, a 63 mil pés de altitude. A banda larga, que antes era de 2 ou 3 Mbps, agora tem atingido picos de 20 e 30 Mbbs.

A maior dificuldade nesse ano que passou foi a de manter um balão no ar o maior tempo possível, já que mudanças climáticas e de temperatura, além de outras variáveis – a exemplo de possíveis detritos e até desgaste de material – podem comprometer a integridade do mesmo.

Após um ano de testes, o Google chegou a uma meta para 2015: conseguir manter no ar 100 balões simultaneamente durante 100 dias e chegar aos 400 balões em torno de uma área, para oferecer serviço contínuo de internet via Projeto Loon em determinada região.

A equipe vem crescendo a cada dia, assim como o interesse comercial de empresas que já pretendem alinhar a novidade do Google com seus serviços. E isso anima ainda mais os responsáveis. "Em dois anos, teremos mais balões permanentes do que balões sendo testados, é o que espero. Em vários países, você poderá ligar o telefone e falar via balões", projeta Teller.

Fonte: http://www.wired.com/2014/06/google-balloons-year-later/

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.