Publicidade

Pescador encontra a raríssima lagosta azul na Escócia; confira as imagens

Por| Editado por Luciana Zaramela | 07 de Setembro de 2021 às 14h53

Link copiado!

Lifeonwhite/Envato Elements
Lifeonwhite/Envato Elements

Na última quinta-feira (2), o pescador Ricky Greenhowe, de 47 anos, capturou uma lagosta azul na cidade de Aberdeen, que fica no litoral da Escócia. Este foi o animal mais raro que o homem que começou a pescar aos 13 anos já fisgou, isso porque a probabilidade de encontrar o crustáceo de coloração única é de menos um em 1 milhão. 

Em entrevista a BBC, o pecador contou que, naquele dia, saiu de manhã a bordo de seu barco e jogou a rede como de costume. Quando a recolheu, percebeu que havia fisgado algo de diferente: a rara lagosta azul. O animal pesa cerca de 1,5 kg.

Continua após a publicidade

Em seguida, Greenhowe postou as fotos do crustáceo nas redes sociais com a frase "chance de 1 em um milhão, dizem".  No entanto, estimativa da BBC aponta que a chance de pescar o animal é de 1 em dois milhões.

Qual é o futuro da lagosta azul escocesa?

De acordo com o pescador, a lagosta azul deve ser enviada para um aquário local ou será devolvida para o mar. “Vou telefonar para o Aquário Macduff para ver se eles querem, senão vou colocá-lo de volta. É tão rara que seria uma pena colocá-la em uma panela”, contou.

Atualmente, uma lagosta normal, do mesmo tamanho, pode ser vendida por 25 libras (cerca de R$ 180). No entanto, esta lagosta azul não tem um valor previamente estimado, o que poderia render um alto ganho, caso quisesse vendê-la. “Não é pelo dinheiro. Ela deveria continuar vivendo”, defende o pescador.

Continua após a publicidade

Disfunção genética e a rara cor azul

A coloração brilhante e atípica das lagostas azuis é causada por uma disfunção genética que faz com que esses crustáceos produzam a pigmentação única. Vale lembrar que essa cor é bastante diferente do marrom ou do vermelho escuro — as cores mais convencionais do exoesqueleto desses animais —, o que é causado pela maior produção de uma determinada proteína.

Continua após a publicidade

Fonte: BBC