Empresas gastarão US$ 65 bi em SEO neste ano, e grande parte será desperdiçada

Por Redação | 20 de Maio de 2016 às 23h01

Estudos recentes revelaram que apenas em 2016, as empresas gastarão mais de 65 bilhões de dólares em SEO (Search Engine Optimization), mas o que poderia ser investimento, pode acabar sendo um desperdício bilionário.

De acordo com especialistas, o mercado de SEO e de marketing digital pode não ser lucrativo para diversas empresas. Com orçamentos desperdiçados e campanhas que não produzem resultados, grande parte dos empresários acaba gastando dinheiro sem necessidade.

É bastante comum que agências especializadas em SEO façam promessas para um bom posicionamento das empresas no Google, trazendo milhares de novos visitantes para as páginas, mas, infelizmente, em grande parte das vezes tudo isso acaba não passando de uma grande mentira.

Essas falsas promessas ludibriam quem espera alcançar seu público-alvo, garantindo que todos os problemas do negócio serão resolvidos a partir de SEO, porém não é isso o que muitos relatam. Segundo o apontamento de alguns estudos, o Search Engine Optimization pode não funcionar para alguns modelos empresariais, assim como mídias impressas não geram bons resultados para tantos outros.

Como a indústria de marketing digital é bastante recente, é muito comum que os empresários não entendam o seu funcionamento, o que dá margem para que agências e profissionais liberais da área acabem aproveitando da situação. Ora, não é difícil imaginar que diante de uma indústria de US$ 65 bilhões, algumas pessoas ajam de má fé para ficar com um pedaço dessa fatia.

Essa é uma das principais razões para que a otimização de resultados de busca seja extremamente perigosa no que se refere à economia digital das companhias. Pensando em reduzir os riscos, especialistas sugerem que os empresários que pretendem contratar serviços de SEO estudem sobre o tema, munindo-se de informações para a hora da negociação.

Outras dicas envolvem conhecer os clientes atendidos pela agência, buscando a opinião deles sobre os serviços prestados. Solicitar referências, estudos de caso e depoimentos também é uma boa pedida para se livrar de profissionais duvidosos.

Mesmo após a contratação do serviço, é imprescindível que a empresa acompanhe o trabalho que está sendo desenvolvido, e por isso é fundamental que a relação estabelecida seja de completa transparência. Bons profissionais reservam um tempo da semana para mostrar aos seus clientes o que está sendo feito e de que maneira está sendo feito. A relação deve ser de parceria, e não de prestação de serviços.

Tomando todos esses cuidados, provavelmente os profissionais não-qualificados serão descartados, restando opções de qualidade. Independente disso, é importante ter uma visão realista sobre o que a Search Engine Optimization é capaz de fazer pela empresa, sem criar expectativas mágicas e ilusórias.

Como foi dito antes, o marketing digital nem sempre é melhor aposta, dependendo do ramo empresarial e do público que se busca atingir, mas ter ciência e os pés no chão sobre as possibilidades já reduz as chances de que o dinheiro seja gasto de forma errônea.

Fonte: Entrepreneur

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.