Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review KitchenAid K150 | Liquidificador premium e potente

Por| Editado por Léo Müller | 03 de Julho de 2024 às 18h00

Link copiado!

Review KitchenAid K150 | Liquidificador premium e potente
Review KitchenAid K150 | Liquidificador premium e potente

O KitchenAid K150 é o liquidificador “de entrada” da marca no mercado brasileiro, apesar do preço mais elevado. Mesmo sendo o “mais simples”, ele promete estar em um patamar acima dos modelos comuns de outras marcas, com uma alta potência e bastante eficiência mesmo no preparo de receitas bem exigentes. 

A marca divulga que ele pode fazer smoothies — ou vitaminas — com gelo triturado em apenas 10 segundos, mas será que essa potência toda se concretiza na prática?  Eu testei o KitchenAid K150 nos últimos dias e agora conto o que achei dele. 

Este é o CT Eletro, o mais novo projeto do Canaltech! Nossa missão de ajudar você a escolher produtos eletrônicos agora se estende a um universo ainda maior. Com o CT Eletro, você terá acesso às informações mais atualizadas e confiáveis sobre os melhores produtos para o seu lar. Estamos aqui para tornar suas escolhas mais simples e acertadas quando se trata de tornar sua casa um lugar mais confortável e funcional.

Continua após a publicidade

Design e construção

A construção do KitchenAid K150 segue o padrão de robustez pela qual a marca é conhecida. O liquidificador tem uma base de metal bem pesada que torna seu uso bem seguro, mesmo sem precisar ficar segurando o aparelho durante o uso. 

Aliás, há um ponto que sempre critico em liquidificadores no geral: a ausência de trava para o copo. No entanto, o K150 tem um sistema magnético que deixa a jarra mais firme na base, sem precisar travar, então neste caso não há o que reclamar.

Continua após a publicidade

A tampa também não tem trava, mas tem uma borracha de vedação que evita que ela seja removida com facilidade e aumenta a segurança durante o uso. Essa vedação, inclusive, é bem eficiente e não deixa vazar nada durante o preparo. 

O copo é de Tritan Copoliéster, um material bem mais forte do que o San Cristal visto em liquidificadores mais básicos e que não arrisca quebrar tão facilmente como um de vidro. Já a base é de metal e pesa cerca de 3,6 quilos. Assim, ela fica bem firme na mesa. 

Um ponto “negativo” é que o copo poderia ser maior. Ele tem capacidade de 1,4 litro. Visualmente, dá até para ver que ele é bem pequeno em relação à base. Se tratando de um modelo premium como ele, eu esperava algo próximo de dois litros. 

Continua após a publicidade

Experiência de uso

O KitchenAid é um liquidificador bem prático e potente para o dia-a-dia. Mesmo com “apenas” 650W — menos do que muitos liquidificadores mais baratos — ele entrega um funcionamento bem mais eficiente, seja para receitas mais simples, como vitaminas, ou até mesmo para aquelas mais elaboradas. 

Ele não possui lâminas serrilhadas e isso pode fazer um pouco de diferença na hora de triturar gelo, por exemplo. Não chega a ser ruim, afinal, ele consegue fazer smoothies com gelo em bem pouco tempo. Talvez não os dez segundos que a KitchenAid destaca na caixa, mas certamente em um tempo bem baixo. 

Continua após a publicidade

O que me chamou atenção é o nível de ruído. Ele é um liquidificador extremamente silencioso. Mesmo no nível 3 — que é o máximo — ele é mais silencioso que muito modelo básico em uma velocidade baixa. Neste cenário, ele gera um ruído de cerca de 80 dB. Como comparação, há modelos que ultrapassam 90 dB nesta configuração. 

Além dos três níveis de funcionamento, ele tem o modo pulsar, que permite tanto fazer a autolimpeza do copo quanto triturar gelo ou quebrar alimentos maiores antes de bater normalmente. 

Quanto ao consumo de energia, ele é econômico, mas sem fugir muito do padrão de liquidificadores. Se ficar ligado por 5 minutos na potência média, ele consome cerca de 0,010 kWh. Neste cenário, estima-se que ele gaste menos de R$ 0,30 ao final de um mês. Para este cálculo, usamos o valor do kWh da Copel para a cidade de Curitiba como base, pois esta empresa tem uma taxa fixa que facilita uma estimativa de consumo.  

Continua após a publicidade

Concorrentes diretos

Se você está procurando um liquidificador do mesmo nível do K150, as opções no mercado brasileiro são poucas, e a KitchenAid praticamente domina o segmento de eletroportáteis premium. 

Mas, há modelos como o Cuisinart Smart Power, liquidificador que tem uma proposta parecida, mas custa cerca de R$ 600. No entanto, ele tem o copo de vidro, em vez do Tritan usado no KitchenAid. 

Continua após a publicidade

Outra opção é o Oster New Osterizer, que tem um visual mais clássico, custa por volta de R$ 700 e também promete bastante potência. Assim como o Cuisinart, seu copo é de vidro. 

Esses dois modelos são alguns dos que chegam mais próximo da proposta da KitchenAid, mas custam cerca da metade do preço. O K150 é normalmente encontrado por cerca de R$ 1.500, com algumas promoções ocasionais que dão um desconto de aproximadamente R$ 300 ou R$ 400. 

Continua após a publicidade

Vale a pena comprar o KitchenAid K150?

Vale a pena comprar o KitchenAid K150, desde que você esteja bem ciente da proposta da marca. É complicado cravar que um liquidificador de R$ 1.500 vale a pena no mercado brasileiro, mas este é um modelo premium que entrega tudo o que promete — desde o funcionamento potente até o motor silencioso. 

É claro que existem modelos pela metade do preço que também oferecem bastante potência — como o New Osterizer da Oster ou o Smart Power da Cuisinart, mas a KitchenAid compensa o preço elevado com uma construção extremamente robusta e resistente e, é claro, pelo design mais sofisticado.