GDPR entra em vigor e sites de jornais americanos já estão bloqueados na Europa

Por Natalie Rosa | 25 de Maio de 2018 às 13h29
Reprodução

Após mudanças no GDPR (Regulamento Geral de Proteção de Dados) aprovado pela União Europeia, diversos sites norte-americanos deixaram de ser disponibilizados na Europa no início desta sexta-feira (25).

Entre os jornais que tiveram sua página retirada do ar estão o New York Daily News, The Daily Meal, Arizona Daily Star, Chicago Tribune, Los Angeles Times, Orlando Sentinel, Baltimore Sun, entre outros, todos pertencentes a duas agências de mídia: a Lee Enterprise e a Tronc.

Juntas, a Tronc e a Lee Enterprises possuem 119 propriedades e 72 estão exibindo a mensagem de bloqueio. Outros microsites pertencentes aos domínios bloqueados também estão fora do ar.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mensagem exibida no Chicago Times após o bloqueio (Imagem: Market Watch)

"Infelizmente, nosso site está indisponível na maioria dos países europeus. Estamos engajados no problema e dedicados em procurar opções que suportem a nossa gama completa de ofertas digitais no mercado europeu. Nós continuamos identificando soluções para a conformidade técnica que vai prover o nosso jornalismo premiado a nossos leitores", diz a mensagem no Chicago Times.

Segundo a nova regulamentação, as empresas que trabalham na União Europeia precisam do consentimento do usuário para a coleta de seus dados, e aqueles que não respeitarem a nova lei terão de pagar multas de 4% do seu faturamento global.

Porém, nem todas as empresas possuem conhecimento do GDPR. Segundo dados do Spiceworks, somente 13% das companhias norte-americanas disseram estar em conformidade com a regulamentação antes do prazo, enquanto no Reino Unido o número aumenta para 50% e na União Europeia 34%.

Criado em 2012 e aprovado em 2016, o objetivo do Regulamento Geral de Proteção de Dados é impedir violações de privacidade em relação às informações pessoais dos usuários.

Fonte: Verdict

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.