Governo dos EUA processa Huawei por fraude, obstrução de justiça e roubo

Por Natalie Rosa | 29 de Janeiro de 2019 às 18h35
Tudo sobre

Huawei

Saiba tudo sobre Huawei

Ver mais

O governo dos Estados Unidos entrou com ações judiciais contra a Huawei e sua diretora financeira, Meng Wanzhou, acusando a fabricante de chinesa de fraude bancária e eletrônica, obstrução de justiça e roubo de tecnologia da operadora T-Mobile.

Parte das acusações foram anunciadas para a extradição de Meng do Canadá, que foi presa em dezembro do ano passado a pedido do governo dos EUA, sendo liberada posteriormente sob fiança. Atualmente, a executiva está hospedada com membros de sua família em Vancouver enquanto aguarda decisão de um tribunal canadense sobre a sua extradição para os Estados Unidos.

De acordo com as autoridades norte-americanas, Meng utilizou a empresa Skycom, de Hong Kong, para intermediar relações com o Oriente Médio para negócios no Irã, além de supostamente ter roubado a tecnologia Tappy da T-Mobile. A operadora solicitou indenização de US$ 500 milhões, mas acabou recebendo somente US$ 4,8 milhões em maio de 2017. A Huawei contestou as acusações.

Devido às ações jurídicas, o governo dos Estados Unidos está tentando impedir que empresas americanas comprem roteadores da Huawei, pedindo ainda que seus aliados tomem a mesma medida para evitar possíveis espionagens e risco à segurança nacional.

Agora, é preciso aguardar uma resposta concreta do Canadá sobre a extradição ou não de Meng aos Estados Unidos para que os próximos passos sejam definidos.

Fonte: Digital Trends

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.