Consumidores que reclamam de defeito no iPhone 4 conseguem audiência em tribunal

Por Thaís Augusto | 26 de Abril de 2019 às 08h49
Tudo sobre

Saiba tudo sobre iPhone 4

Ficha técnica

Consumidores insatisfeitos da Apple serão ouvidos em um tribunal da Califórnia, nos Estados Unidos, em outubro. É a nova fase de uma ação coletiva movida contra a empresa desde 2013 – de acordo com a alegação, a Apple vendeu três modelos de iPhones com defeitos no botão liga/desliga e não informou os clientes da situação.

O problema é que, ao não alertar os consumidores, a Apple estaria violando leis locais. Nos casos citados na ação, os consumidores dizem que o botão funcionou durante cerca de um ano até que as falhas começaram a aparecer. O defeito teria atingido os iPhone 4, 4S e 5.

O Tribunal Superior da Califórnia decidiu pelo prosseguimento da ação em janeiro deste ano. O julgamento ficou agendado para o dia 25 de outubro.

Consumidores entram com ação contra Apple por botão defeituoso

Para a acusação, a Apple violou a garantia dada aos aparelhos e também outras quatro leis estaduais: California Consumers Legal Remedies Act, California Unfair Competition Law, California Song-Beverly Act e Magnuson-Moss Warranty Act.

Já a Apple nega as alegações e diz que não fez nada impróprio ou ilegal.

O processo busca indenização para recuperar o custo de reparo do iPhone ou o "valor diminuído" do aparelho – uma vez que ele passou a apresentar defeito. Foram nomeados representantes de classe Anthony Shamrell e Daryl Rysdyk.

O processo foi dividido em duas classes separadas. O grupo principal consiste em donos dos iPhones 4 e 4S da Califórnia, que compraram os aparelhos entre 24 de junho de 2010 e 20 de setembro 2012. Neste caso, entram apenas os clientes que sofreram com uma falha intermitente do botão. Os que conseguiram reparo ou substituição da Apple não puderam participar.

A segunda classe é para os consumidores do iPhone 5, que compraram o modelo antes de 1º de abril de 2013 e enfrentaram um problema com o botão Power até três anos depois da data da compra. Mais uma vez, quem teve o iPhone 5 reparado ou substituído pela Apple foi excluído.

Em abril de 2014, a Apple reconheceu o erro e lançou um programa de substituição para o botão do iPhone 5 com defeito, oferecendo o reparo gratuito dentro de quatro a seis dias.

Não é incomum que a Apple demore a assumir erros. Quando os usuários começaram a reclamar de falhas no teclado do MacBook e do MacBook Pro em 2015, a empresa enfrentou três processos judiciais antes de oferecer um programa mundial de reparos gratuitos.

Fonte: Apple Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.