Siga o @canaltech no instagram

Devotion | Jogo de terror é removido da Steam por ofender presidente da China

Por Felipe Demartini | 26 de Fevereiro de 2019 às 10h28

Ao longo de poucos dias, a desenvolvedora independente Red Candle Games foi do céu ao inferno. A empresa taiwanesa viu seu mais recente game, Devotion, sair de uma proposta interessante de horror asiático para se tornar o jogo mais vendido do final de semana na Steam. Na sequência, veio a remoção às pressas devido à compra de uma briga com jogadores e o governo chinês por causa de mensagens ofensivas ao presidente Xi Jinping que foram encontradas no título.

O game foi lançado na última terça-feira (19) exclusivamente para PC e conta a história da destruição de uma família a partir da perspectiva de um dos integrantes dela. É um enredo de horror que envolve loucura, obsessão, fracassos pessoais e a tal “devoção” religiosa do título. Mas foi um pôster que serve como peça de ambientação nos cenários fotorrealistas do game que chamou mais atenção, por conter os dizeres “Xi Jinping Ursinho Pooh idiota”, em taiwanês.

Para quem não sabe, o personagem da Disney é proibido na China desde 2017 devido a um meme comparando o líder da nação com o simpático urso. O lançamento do filme Christopher Robin: Um Encontro Inesquecível, por exemplo, foi impedido no país justamente devido à presença de Pooh, e qualquer menção ao personagem na internet também coloca as páginas e postagens em redes sociais na mira do governo para banimento.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O pôster aparece pelo menos duas vezes ao longo de Devotion e, de acordo com a desenvolvedora, foi incluído por acidente. Desde a descoberta, que aconteceu no mesmo final de semana em que o game virou um sucesso, a produtora vem pedindo desculpas e informando os jogadores sobre os próximos passos, como o lançamento de uma atualização para remover a arte em questão.

Arte ofensiva ao presidente da China, mesmo corrigida, levou à remoção de Devotion da Steam (Imagem: Reprodução/Felipe Demartini)

Não adiantou e, desde o domingo (24), tanto Devotion quanto o game anterior da Red Candle Games, Detention, começaram a ser bombardeados com reviews negativos na Steam. De dono de uma das melhores notas do ano na plataforma, o título passou a ter somente 51% de seus reviews positivos, enquanto era acusado de assumir um posicionamento político desnecessário e ofensivo aos chineses. Os desenvolvedores negam essa ideia e afirmam que tomar partido jamais foi a intenção.

O impacto negativo se estendeu para fora da própria Steam, com a produtora vendo sua página oficial no Weibo, a maior rede social asiática, sendo fechada após denúncias sucessivas. Além disso, duas parcerias de distribuição em território asiático também foram perdidas, com as empresas cortando laços com a desenvolvedora devido à polêmica.

A pressa em lançar uma atualização para remoção da arte causou mais problemas e levaram, nesta segunda-feira (25), à remoção completa de Devotion da Steam. De acordo com os produtores, travamentos e outros comportamentos inesperados foram causados pelo update lançado na correria e, por isso, o game foi removido para que uma checagem completa pudesse ser realizada. O time também vai aproveitar o tempo para revisar todo o material artístico e remover qualquer menção que possa ser considerada ofensiva pelo público e voltou a pedir desculpas pelo incidente. Trailers e vídeos oficiais também foram ocultados no canal da produtora.

Quem adquiriu Devotion antes da remoção pode realizar o download e jogar o título normalmente. Entretanto, para o restante, sobra apenas esperar pelo relançamento do game, uma vez que apenas a trilha sonora do título permanece à venda na Steam. Não há data prevista para o retorno do título à loja.

Fonte: Red Candle Games (Steam) #1, #2

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.