Jogo de pandemia viral Plague Inc. foi banido da App Store na China

Por Claudio Yuge | 28 de Fevereiro de 2020 às 13h10
Ndemic Creations

O game Plague Inc., da Ndemic Creations, já existe desde 2012 e tem objetivos, digamos, apocalípticos. Nele, você precisa criar um patógeno capaz de varrer a população humana da face da Terra. Embora o conteúdo seja politicamente incorreto, o título sempre fez bastante sucesso e, devido à epidemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), o jogo ficou ainda mais popular nas lojas digitais de dispositivos móveis. Mas agora ele foi banido da App Store na China.

Segundo a própria Ndemic Creations, o jogo foi removido porque as autoridades afirmaram que ele "inclui conteúdo ilegal na China, conforme determinado pela Administração do Ciberespaço do país". A produtora também diz que "não está claro para nós se essa remoção está ligada ao surto de coronavírus que a China está enfrentando" — ainda mais porque Plague Inc. vinha sendo comercializado na App Store há anos.

Imagem: Reprodução/Ndemic Creations

No início do surto, a Ndemic Creations divulgou uma declaração pedindo aos jogadores que não tratassem o jogo como um "modelo científico" para a propagação de qualquer doença. Agora, com vários países confirmando os primeiros casos do Covid-19, a situação ficou mais delicada para esse tipo de game.

"Estamos trabalhando duro para tentar encontrar uma maneira de colocar o jogo de volta nas mãos dos jogadores chineses", disse a desenvolvedora. "Como um pequeno estúdio independente de jogos no Reino Unido, nossa prioridade imediata é tentar entrar em contato com a Administração do Ciberespaço da China para entender suas preocupações e trabalhar com eles para encontrar uma solução".

De qualquer forma, Plague Inc. ainda está disponível na App Store fora da China e também pode ser encontrado para Android, PCs e consoles. Enquanto isso, em todo o mundo já foram registrados quase 82,8 mil casos do Covid-19, com 2.817 mortes e 33.350 pacientes recuperados.

Fonte: ArsTechnica  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.