Com 100 milhões de downloads, CoD Mobile é o maior lançamento mobile da história

Por Rafael Arbulu | 09 de Outubro de 2019 às 11h11
(Imagem: Divulgação/Activision)
Tudo sobre

Activision

Saiba tudo sobre Activision

Ver mais

Diga o que quiser de Call of Duty, mas a franquia sabe chamar atenção: segundo dados divulgados pela firma de análise de mercado Sensor Tower, Call of Duty Mobile, lançado no início de outubro para smartphones, já é o maior lançamento mobile da história, tendo alcançado 100 milhões de downloads e superando por ampla margem títulos como Fortnite, PUBG e o recente Mario Kart Tour.

Detalhe: o jogo ainda sequer foi lançado dentro do mercado chinês, apesar da desenvolvedora Tencent (responsável pelo desenvolvimento do jogo, com produção pela proprietária da marca, Activision) ser natural de lá. Por isso, o futuro pode guardar um aumento considerável desses números.

“Este é, de longe, o maior lançamento de jogo mobile da história em termos de base de jogadores construída na primeira semana”, disse à Reuters o analista da Sensor Tower, Randy Nelson. Segundo o especialista, para fins de comparação, o recente Mario Kart Tour, a segunda aventura da Nintendo no mercado mobile, atingiu “apenas” 90 milhões de downloads — chegando às lojas virtuais do Android e iOS bem antes.

Quebrando os números: 55,7% dos downloads de Call of Duty Mobile foram feitos no iOS e o jogo já conta com receita de US$ 17,7 milhões em compras feitas dentro do título. O mercado norte-americano é o líder em ambas as figuras, respondendo por 16,9% dos downloads e $ 43,1% dos gastos em dinheiro real.

O Japão vem em segundo lugar, com receita de US$ 2,4 milhões (13,7%), enquanto o Brasil ocupa o terceiro lugar, sendo responsável por US$ 848 mil em receita gerada por microtransações (4,8%).

Vale citar, porém, que os números convenientemente ignoram alguns fatos: Fortnite, quando lançou a sua versão mobile, teve “apenas” 22,5 milhões de downloads na primeira semana, porém ele chegou primeiro ao iOS. Já PUBG Lite contou com 28 milhões de downloads na primeira semana, mas teve lançamento particionado, ou seja, alguns mercados receberam o jogo antes e outros não o receberam até hoje. Call of Duty Mobile não teve nenhuma dessas desvantagens: o jogo foi lançado globalmente (exceto na China) e em ambas as plataformas móveis.

Apesar dos bons números, a Activision vem se referindo a 2019 como “um ano de transição”. A empresa já confirmou em maio que, até o final do ano, deve cortar cerca de 800 posições de trabalho e concentrar seus esforços de desenvolvimento em franquias mais essenciais, como Call of Duty, Candy Crush, Overwatch, Warcraft, Hearthstone e Diablo.

Você já jogou Call of Duty Mobile? Conte-nos o que achou nos comentários!

Fonte: Sensor Tower; Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.