Apple adia sistema que deixa usuário impedir uso de seus dados para publicidade

Por Wagner Wakka | 04 de Setembro de 2020 às 11h43
Reprodução/Apple
Tudo sobre

Apple

Saiba tudo sobre Apple

Ver mais

A Apple vai adiar a chegada do sistema de avisos antirrastreio para o ano que vem. A companhia programava lançar no iOS 14, provavelmente em outubro, a tecnologia que exige de desenvolvedores a solicitação de consentimento claro junto ao usuário para usarem seus dados rastreados em publicidade direcionada.

A companhia anunciou a nova regra em julho, com a tecnologia Identifier for Advertisers (IDFA). Com isso, todo app da plataforma precisa criar uma notificação na tela do usuário explicando que vai rastrear dados para melhorar direcionamento de publicidade e só pode fazer isso, de fato, caso o aviso seja aceito. 

A razão usada pela Apple para o adiamento foi a de dar mais tempos aos desenvolvedores para se adequarem à nova ferramenta.

“Quando ligado, o sistema dará aos usuários a habilidade de permitir ou rejeitar o rastreio de app a app. Nós queremos dar aos desenvolvedores o tempo que eles precisarem para fazer as mudanças necessárias, com isso, a exigência desta permissão terá efeito somente no próximo ano”, disse a companhia ao site TechCrunch.

Segundo o site MacRumors, a Apple estaria conversando com grupos de desenvolvedores para jogos para entender como tal mudança impactaria o setor. Vale lembrar que é grande o número de games gratuitos que tiram suas receitas exatamente com publicidade.

Alerta nos desenvolvedores

Alguns desenvolvedores já tinham se mostrado preocupados com o pouco tempo para se adequarem à nova regra. Em entrevista para o site The Information, um grupo deles disse que a Apple não ainda não ofereceu qualquer tipo de ferramenta para continuar trabalhando com publicidade caso o usuário não aceite as condições do IDFA.

A movimentação preocupa desenvolvedores. O Facebook, um dos que mais se mostraram reticentes com a novidade, já informou que isso poderia reduzir em até 50% a receita no setor caso os usuários passem a não aceitar o uso de seus dados para fins de publicidade.

Fonte: MacRumors, TechCrunch, The Information

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.