Warner comete erro e denuncia seu próprio site por conteúdo pirata

Por Redação | 05 de Setembro de 2016 às 15h58

Diversos dos grandes estúdios de cinema em todo mundo estão enfrentando problemas referente a pirataria na internet por alguns anos. Para tentar inibir a propagação de tais conteúdos ilegais online, as empresas estão pedindo para buscadores, em especial o Google, que retirem os sites com conteúdos piratas dos resultados de buscas. Segundo as empresas, esta é a maneira mais fácil de impedir que internautas tenham acesso a filmes e séries de maneira irregular.

Neste ano, a Warner intensificou seus esforços para que links piratas de suas produções sejam removidos. Até agora, já foram mais de 4 milhões de links denunciados que, supostamente, armazenam produções piratas. O site TorrentFreak teve acesso a algumas dessas listas de URLs e verificou que a Warner cometeu uma grande gafe ao indicar seus próprios sites como piratas. Com a ajuda da Vobile, o estúdio pediu ao Google censurar várias de suas próprias URLs do motor de busca.

Algumas capturas de tela abaixo, listam o site oficial de produções como sendo palco de conteúdo pirata. O link oficial de Batman: The Dark Knight (Batman: O Cavaleiro das Trevas) foi mencionado na lista de sites que devem ser retirados dos mecanismos de busca do Google.

Warner Bros

O mesmo alerta também foi emitido pela Warner com o clássico Matrix. Mais uma vez, a Vobile pediu ao Google para remover o link oficial do filme, alegando que se tratava de pirataria.

Warner Bros

Há alguns dias, outro aviso de remoção foi emitido, solicitando que a página oficial de The Lucky One (Um Homem de Sorte) fosse retirada por infringir os direitos autorais da Warner.

Warner Bros

Nos avisos emitidos também é possível ver que há um link para a loja da Amazon, onde os usuários podem alugar ou comprar uma cópia de Batman: O Cavaleiro das Trevas. Como esses fatos, é possível ver que o empenho da Warner em retirar conteúdos piratas da internet pode afetar até seus próprios domínios. Felizmente para a Warner, o Google descobriu os erros e decidiu não remover os links da empresa, nem da Amazon e do IMDb.

Via TorrentFreak

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.