Google testa inserção de links em vídeos de YouTube para impulsionar vendas

Por Se Hyeon Oh | 06 de Maio de 2019 às 10h39
Tudo sobre

YouTube

Saiba tudo sobre YouTube

Ver mais

Há alguns anos a Google vem investindo na venda de produtos físicos, além dos tradicionais serviços e softwares que a consagraram. Assim, ela está tentando encontrar mais opções para aumentar sua receita nessa área, e uma solução encontrada pela gigante das buscas pode ser a adição de links de compras em vídeos do YouTube.

De acordo com o 0The Information, a empresa está realizando testes exibindo produtos recomendados, bem como os seus preços, na plataforma de compartilhamento de vídeo. Parece que alguns desses anúncios foram exibidos em vídeos da Nike e, clicando neles, os usuários eram redirecionados ao Google Express, o serviço de compras online da empresa, para concluir a compra.

O portal ainda diz que cada vez mais varejistas estão aderindo ao Express, enquanto, no início deste ano, foi revelado também que a Google passou a exibir anúncios de produtos em resultados do Google Imagens. Todas essas ações indicam que, de fato, a companhia está tentando impulsionar as compras em sua plataforma.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A estratégia parece estar alinhada aos números apresentados pela Alphabet, a empresa-mãe da Gogole. Em seu mais recente relatório financeiro, a companhia afirmou que a receita oriunda da venda de produtos físicos, como os smartphones da linha Pixel e os alto-falantes da Home, está crescendo todo ano.

Apesar de essas informações não passarem de especulações, pode ser que elas acabem sendo confirmadas durante o evento Google Marketing Live programado para o final de maio. Em adição, o Google I/O ocorre já nesta semana, também podendo servir para algum anúncio desse tipo.

Um ponto interessante é que, no passado, o YouTube já tentou algumas iniciativas de vendas semelhantes. Na época, os criadores de conteúdo adicionaram links a seus produtos abaixo de seus vídeos, o que pode ter sido, talvez, um o precursor desses últimos testes.

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.