Doodle da Google homenageia primeira mulher a conseguir um doutorado

Por Thaís Augusto | 05 de Junho de 2019 às 17h08
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

A Google está homenageando nesta quarta-feira (5) a primeira mulher do mundo a conseguir um doutorado. Nas mãos da artista californiana Alyssa Winans, a filósofa e teóloga Elena Cornaro Piscopia foi transformada em doodle no dia que marca o seu 373º aniversário.

O desenho pode ser visualizado por usuários de 18 países, basta acessar a pesquisa da Google. O Brasil, entretanto, não foi incluído na lista. Ainda assim, dá para conhecer mais sobre a história de Elena neste resumo da Google.

Elena nasceu em Veneza em 1646 e, quando tinha apenas seis anos, seus pais reconheceram que ela era uma menina superdotada. Assim, um amigo da família os incentivou a ensiná-la grego e latim. Mais tarde, ela passou a dominar também o hebraico, espanhol, francês e árabe enquanto estudava o cravo, o clavicórdio, a harpa e o violino. Os estudos de Elena também incluíram a matemática e a astronomia, mas seu maior interessa era a filosofia e a teologia.

Doodle em homenagem a Elena Cornaro foi disponibilizado pela Google em 18 países

Depois de se tornar presidente da sociedade veneziana Accademia dei Pacifici, ela se matriculou na Universidade de Pádua em 1672. Embora tenha conseguido permissão para estudar na instituição, o pedido de Doutorado em Teologia de Elena foi rejeitado porque os oficiais da igreja não queriam conceder o título a uma mulher.

Então, com o apoio de seu pai, ela se candidatou a um Doutorado em Filosofia. Quando defendeu sua tese de doutorado em 1678, a cerimônia chamou tanta atenção que precisou ser transferida da universidade para a Catedral de Pádua, onde seria possível acomodar a audiência que incluía professores, estudantes, senadores e convidados de universidades de toda a Itália.

"Elena falou em latim, explicando passagens difíceis escolhidas aleatoriamente dos escritos de Aristóteles. Sua eloquência impressionou tanto o comitê que eles expressaram sua aprovação em voz ao invés de voto secreto. Uma coroa de louros foi colocada em sua cabeça, um anel de ouro no dedo, um livro de filosofia na mão e uma capa de arminho nos ombros", contou a Google. "Na idade de trinta e dois anos, Elena tornou-se a primeira mulher com um doutorado na universidade, abrindo caminho para gerações de mulheres seguirem seus passos nos mais altos níveis acadêmicos".

No doodle, Elena aparece em uma biblioteca com a cabeça inclinada enquanto lê um livro. De acordo com Winans, a ideia foi mostrar como Elena era mais feliz "quando ela era capaz de estudar sem ser perturbada". A artista ainda comentou que foi inspirada pela dedicação resoluta de Elena a seus estudos. "Embora ela recebesse muitos elogios em sua vida, estava claro que eles nunca eram o que ela procurava; ela simplesmente amava o conhecimento".

Seis anos depois de conseguir seu doutorado, Elena faleceu ao perder uma luta contra a turberculose.

Fonte: Google, CNET

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.