NIC.br cria cartilha com o objetivo de combater a disseminação de fake news

Por Wagner Wakka | 04 de Maio de 2018 às 18h45
CGI

O Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br) lançou nesta sexta-feira (4) uma cartilha de segurança voltada ao combate a notícias falsas. Chamado de Fascículo Boatos, o documento traz oito páginas de com boas práticas para se evitar a propagação de fake news.

“Nunca foi tão fácil criar conteúdos e emitir opiniões. Entretanto, o excesso de informações, a velocidade com que elas se espalham, a impossibilidade de checar todas elas, o medo de estar ‘por fora’ e o impulso em confiar no que conhecidos compartilham tornaram a Internet um ambiente propício para a multiplicação de boatos”, mostra o documento.

A cartilha traz consequências da divulgação de boatos como se fossem notícias concretas. O fascículo lembra que quem passa um boato adiante pode ser responsabilizado pelos danos causados, podendo responder por calúnia e difamação. Além disso, quem recebe as informações falsas, muitas vezes pode ser vítima de golpes ao acessar links ou sites maliciosos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

“Boato é 'uma notícia de fonte desconhecida, muitas vezes infundada, que se divulga entre o público'. Se após verificada, a notícia for considerada verdadeira, diz-se que o boato foi confirmado e, caso contrário, que ele foi desmentido”, explica o fascículo.

A cartilha também apresenta algumas formas de se identificarem boatos, entre elas: se a notícia omitir data e local, se não apresenta evidências sobre o fato, se apresenta erros gramaticais ou de ortografia, e se traz fatos que ainda não foram divulgados por nenhum outro site de confiança.

O documento foi produzido pelo NIC.br e está disponível gratuitamente.

Fonte: CGI

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.