O escambo em tempos de Internet

Por Colaborador externo | 29.07.2013 às 15:25

Por Cassio Krupinsk*

Na Antiguidade, quando não havia a moeda, trocava-se peixes por sacos de grãos, cavalos por tecidos, ferramentas por galões de água. Até mesmo a palavra “salário” tem origem no latim, para a expressão “pagamento em sal”, a forma que os soldados eram remunerados. Tudo acontecia na base do escambo.

Mesmo com a criação e circulação da moeda, esta forma de negociação é utilizada até hoje. Trata-se da permuta, uma forma de troca direta, transação ou contrato, no qual cada uma das partes entrega um bem ou presta um serviço para receber em retorno outro bem, serviço ou crédito para futuras negociações, sem que envolva dinheiro ou qualquer outra aplicação monetária.

Aproveitar o estoque existente para comprar algo que seja necessário é uma forma interessante de negociação, inclusive no e-commerce. A troca de mercadorias por créditos pode ser vantajosa em muitas situações, desde que realizadas corretamente.

Atualmente, com a massificação da Internet, é possível realizar permutas em sites de negociação e até mesmo em redes sociais. Essas novas ferramentas da web permitem trocar produtos e serviços em diversas frentes, prática que é conhecida como uma permuta multilateral. Ou seja, o usuário, seja pessoa física ou jurídica, pode oferecer um produto de seu estoque em troca de outra mercadoria, e utilizar o material ou créditos adquiridos em outra negociação. Tudo isso entre e-commerces. As lojas online têm, ainda, a possibilidade trocar produtos por moedas virtuais em redes sociais, a serem utilizadas para a compra de outros produtos.

O escambo moderno traz diversas possibilidades de negociações sem a utilização de dinheiro, ideais para quem está com o estoque cheio ou com orçamento apertado. Basta saber fazê-las adequadamente, com as lojas certas, adquirindo itens de real necessidade. Desta forma, sua loja só vai sair ganhando.

* Cassio Krupinsk é o sócio-fundador da Oxibiz, primeira e única rede social de e-commerce do país.