Microsoft usa inteligência artificial para dar mais autonomia a cadeirantes

Por Natalie Rosa | 23 de Março de 2018 às 10h59
Microsoft

Um novo projeto da equipe de Engenharia e Inovação da Microsoft Brasil desenvolveu ferramentas que auxiliam na locomoção de cadeirantes, trazendo aprimoramentos às funcionalidades de cadeiras de rodas motorizadas, que agora podem ser guiadas apenas com o olhar.

O projeto foi inspirado em uma iniciativa da Microsoft AI and Research de 2014, que teve como objetivo auxiliar o ex-jogador de futebol americano Steve Gleason, que sofre de ELA (Esclerose Lateral Amiatrófica), condição que compromete os movimentos.

Os cientistas fizeram o mapeamento do movimento ocular padrão para que ele pudesse funcionar como um ponteiro de mouse, controlando a cadeira de rodas para qualquer direção. O processo resultou no Eye Control do Windows 10, capaz de rastrear os movimentos da visão como forma de substituir mouse e teclado.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Os engenheiros brasileiros agora adicionaram dois novos recursos ao projeto. O primeiro envolve a biblioteca de APIs do EyeDrive, utilizando cadeiras motorizadas para ajustes em sua plataforma e adaptando o Eye Control aos equipamentos da empresa Ortobras.

Já o segundo recurso é o Macro de Movimento, que permite ao cadeirante o registro de sequências de comandos oculares que podem ser salvos para uso futuro. Com isso, a locomoção dessas pessoas se torna automatizada, facilitando caminhos rotineiros.

O diretor de Engenharia e Inovação da Microsoft Brasil, Alessando Jannuzzi, comemora o sucesso da iniciativa afirmando que o projeto fará com que pessoas com deficiência física conquistem mais autonomia.

Fonte: Microsoft News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.