IA da Meta promete criar concreto mais resistente e ecológico

IA da Meta promete criar concreto mais resistente e ecológico

Por Gustavo Minari | Editado por Douglas Ciriaco | 01 de Maio de 2022 às 11h30
Reprodução/Meta AI

Pesquisadores da META AI, em pareceria com cientistas da Universidade de Illinois, nos EUA, desenvolveram um sistema de inteligência artificial (IA) capaz de criar e refinar fórmulas que melhoram a resistência do concreto, além de reduzir a produção de carbono durante o processo de fabricação.

Segundo os pesquisadores, métodos tradicionais usados na produção de concreto são responsáveis pela geração de cerca de 8% do total anual das emissões globais de dióxido de carbono — principalmente por conta da quantidade e da qualidade do cimento utilizado em sua composição mais comum.

“Para desenvolver nossa IA, nós treinamos um modelo usando um banco de dados de resistência à compressão do concreto. Este conjunto contém mais de mil fórmulas e seus atributos estruturais, incluindo os dados de resistência em um período de sete a 28 dias”, explica o professor de engenharia civil Lav Varshney.

Fórmula perfeita

Entre a lista de fórmulas usadas para treinar a inteligência artificial da Meta, a equipe selecionou as cinco opções mais promissoras. O programa então foi utilizado para refinar o processo, comparando todas as variáveis possíveis até encontrar exemplos que correspondiam a uma resistência mínima com baixas emissões de carbono.

Cientistas usaram mil fórmulas diferentes para treinar a IA (Imagem: Reprodução/Meta AI)

Segundo os cientistas, durante o período de cura do concreto — que varia de uma semana a um mês — a IA conseguiu reduzir a pegada de carbono em 40%, apenas substituindo 50% do cimento usado na fabricação do concreto por cinzas e outros materiais de descarte menos poluentes.

“Testar a enorme quantidade de combinações possíveis até encontrar a fórmula ideal para produção de um concreto mais sustentável levaria uma eternidade para os seres humanos. O que nossa inteligência artificial faz é acelerar esse processo de forma gradual”, acrescenta o engenheiro Julius Kusuma da Meta.

Concreto do futuro

Para aprimorar o sistema de fabricação do concreto ecológico, os pesquisadores pretendem melhorar a resistência do material e reduzir o tempo de secagem da fórmula para algo em torno de três a cinco dias, garantindo que ele cure mais rapidamente do que o concreto convencional.

Data center da Meta está sendo construído com concreto feito pela IA (Imagem: Reprodução/Meta AI)

A ideia é testar como o material se comporta sob condições climáticas adversas, como vento forte, calor escaldante e umidade elevada, observando se trincas, rachaduras e quebras maiores podem ocorrer quando esse concreto for aplicado em áreas maiores, com tráfego intenso de pessoas.

“Estamos testando nosso material em parceria com a empresa de concreto Ozinga na construção de um novo data center da Meta, em Illinois. Com isso, queremos refinar ainda mais nossa fórmula e o processo de fabricação, trazendo esses experimentos para o mundo real”, encerra Julius Kusuma.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.