Adobe Experience Platform terá recursos baseados em inteligência artificial

Por Felipe Ribeiro | 29 de Março de 2019 às 22h00
Tudo sobre

Adobe

Saiba tudo sobre Adobe

Ver mais

A Adobe está expandindo a Experience Platform (antiga Cloud Platform), sua ampla família de produtos de gerenciamento de conteúdo, desenvolvimento e relacionamento com o cliente, com o que está chamando de "próxima geração" de inteligência artificial e estrutura de aprendizado de máquina. Na conferência anual de cúpula da companhia de San Jose, em Las Vegas, que aconteceu nesta semana, a empresa revelou novos serviços centrados em inteligência artificial (fase beta) projetados para impulsionar o engajamento do cliente e destacar pontos-chave no relacionamento com eles.

"O sucesso das marcas hoje depende de avaliar as necessidades crescentes dos clientes, separando ofertas que correspondam ao seu estado de decisão e medindo o impacto de uma empresa que ele pagará a longo prazo", disse Abhishek Pani, diretor sênior de inteligência artificial da Adobe, ao VentureBeat.

Para esse fim, a ferramenta Experience Cloud’s Customer.AI usa o Sensei (plataforma de IA da Adobe) para recomendar formas de compromissos de marketing que podem ser adaptados para segmentar de usuários específicos. Um novo recurso relacionado, o Journey.ai, analisa continuamente os dados comportamentais de até “milhões” de usuários e ativa automaticamente as experiências em momentos oportunos, com o objetivo de aumentar a aquisição e a retenção. E por último, mas não menos importante, o Attribution.AI aborda outra parte crítica dos investimentos em funil — recursos e marketing — ao alavancar o Sensei para tornar o impacto das mídias próprias mais transparente.

Os aprimoramentos centrados na inteligência artificial da Adobe acontecem um mês após o lançamento das melhorias no Experience Manager — a solução de gerenciamento de conteúdo da Adobe para criação de websites, aplicativos móveis e formulários.

Nos quase três anos desde sua estréia, o Sensei entrou em praticamente todas as partes dos negócios de análise e processamento de documentos da Adobe, incluindo o Document Cloud, a coleção de aplicativos e serviços da Adobe para conversão de PDF e serviços de troca de documentos. A área de trabalho do Acrobat DC, incorporada pela IA, o aplicativo da Web do Document Cloud e o Acrobat Reader Mobile identificam automaticamente o tipo de campo, o tamanho e a posição dos formulários, além de prever o texto.

A Adobe diz que seus engenheiros de dados treinam os algoritmos que sustentam o Sensei em parte com os trilhões de transações registradas pelo Adobe Analytics, e afirma que o framework potencializa “dezenas” de recursos em seus produtos atualmente. É um investimento pronto para pagar dividendos: clientes como Princess Cruise Lines, Swisscom, Crocs e Epson usam recursos do Sensei para analisar dados de clientes, identificar problemas técnicos, aumentar as taxas de cliques de campanhas e muito mais.

Fonte: Venture Beat

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.