A demonstração do Duplex na Google no I/O pode ter sido uma fraude

Por Jessica Pinheiro | 22 de Maio de 2018 às 13h21
The Russian Times
Tudo sobre

Google

A Google demonstrou recentemente, em sua conferência para desenvolvedores, que seu assistente de voz com inteligência artificial (chamado Google Duplex) é capaz de agendar idas ao salão de beleza e até mesmo reservar uma mesa em restaurantes como se fosse uma pessoa de verdade falando ao telefone. Todavia, o site Axios acredita que a demonstração da gigante de buscas eram telefonemas encenados e gravados com empresas reais, não tendo acontecido exatamente da maneira que foi exibido ao vivo ali no palco da Google I/O.

No vídeo que você pode conferir logo abaixo, o CEO da Google, Sundar Pichai, apresenta o assistente inteligente ligando para um salão de verdade para marcar um corte de cabelo e, logo em seguida, é mostrada uma tentativa de reserva para quatro pessoas em um restaurante. Como observado pelo veículo, porém, geralmente a pessoa que atende o telefone quase sempre se identifica, e/ou questiona quem está falando do outro lado da linha. Só que isso não aconteceu em nenhum dos casos, o que a Axios diz ser suspeito.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

O site inclusive, diz ter feito um teste, ligando para duas dúzias de salões de cabeleireiros e restaurantes para tentar reservar visitas, e todos imediatamente deram os seus nomes comerciais logo que atenderam as chamadas. Além do mais, na demonstração da Google, não se ouve ruídos ao fundo, tais como secadores de cabelo ou o tilintar de pratos e copos. Nos telefonemas reais que a Axios fez, foi ouvido esses sons característicos em todas as ligações.

Outro fator é que nem a pessoa que agenda a ida ao cabeleireiro e tampouco o restaurante pede o número do telefone do cliente, nem qualquer outra informação de contato de quem está ligando. A Axios ainda deu uma última cartada, pedindo à Google os números de telefone dos estabelecimentos que foram utilizados na demonstração, mas a gigante de buscas se recusou a fornecer estes dados, mesmo com o veículo garantindo legalmente que não iria divulgar os nomes em sua matéria.

A Axios também cita que perguntou à companhia se a chamada foi editada, talvez cortando as partes em que houve uma identificação, mas a porta-voz do Google preferiu não comentar a respeito, prometendo que verificaria e retornaria com novas informações – o que não aconteceu.

A conclusão a que se chega é que a Google parece estar realmente escondendo algo, ou então estão querendo ser extremamente sigilosos com sua nova tecnologia, talvez temerosos de que alguma rival de mercado obtenha informações valiosas sobre o Duplex, que utiliza vozes e trejeitos realistas para se comunicar e ajudar os usuários a executarem tarefas comuns do dia-a-dia. A empresa pode também estar perto de entregar uma inteligência artificial da maneira de prometeram, mas ainda não chegaram lá, entregando uma demonstração parcialmente encenada.

As possibilidades são muitas, e as teorias da conspiração só se multiplicam com o comportamento no mínimo estranho (ou superprotetor) da companhia a respeito de seu produto. E você, o que acha de tudo isso? Também acredita que a Google está mentindo, ou acha que tudo não passa de um mal-entendido?

Fonte: Axios

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.