10 formas como a inteligência artificial dos chatbots pode alavancar os negócios

Por Redação | 03 de Julho de 2018 às 08h05

Muitos temas envolvendo a inteligência artificial ainda aparecem rodeados por certa aura de ficção científica. Isso ainda leva, por exemplo, à visão anacrônica de que soluções empresariais envolvendo robôs e derivados são necessariamente de vanguarda, restando como solução apenas aos investidores arrojados e com bolsos mais recheados. Ledo engano.

Conforme lembrou o empresário e consultor de marketing Murray Newlands, soluções envolvendo autômatos de comunicação corporativa, por exemplo, são hoje mais acessíveis do que nunca. De implementação frequentemente simples e barata (ou mesmo gratuita), esses programas não apenas reduzem custos como fortalecem o relacionamento com os clientes, e ainda podem ajudar a otimizar as estruturas produtivas e logísticas de uma companhia. E isso tudo enquanto trabalha 24 horas por dia, sete dias por semana.

“Assistentes com inteligência virtual têm ganhado muita proeminência no mundo dos negócios desde que foram reintroduzidos por plataformas de peso como Slack, Facebook e Twitter”, disse Newland em artigo publicado para o site Entrepreneur. “Apesar de nós só tenhamos começado a explorar o potencial dos chatbots, eles já modificaram a forma como as companhias se comunicam com suas audiências.”

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mas as vantagens podem ir além da inclusão de um “relações públicas virtual” incansável. Afinal, IAs aprendem com os dados que coletam e tendem a ser mais precisas na manipulação dessas informações. Conforme listou o consultor, essa aptidão pode levar a inúmeras vantagens corporativas, tanto em ambiente externo quanto interno.

1. Assistência 24 horas por dia

Em uma era comercial provida pelos avanços da internet, a comunicação tem se tornado cada vez mais imediatista. Consumidores são hoje muito menos pacientes do que já foram na hora de buscar assistência, mesmo em horários não comerciais. “Você pode incorporar um chatbot como uma ferramenta para ajudar seus clientes atuais e também para prospectar novos”, escreveu Newlands. De quebra, ainda há a economia por não precisar deixar de plantão um funcionário de carne e osso.

2. Ajuda com a alta demanda

Às vezes, a demanda de serviços por parte da clientela pode ser esmagadora. “Os chatbots podem atuar como um filtro que vai ajudá-lo a organizar por ordem de prioridade os diversos pedidos que você receber”, diz o consultor. O assistente robótico também pode encaminhar automaticamente as mensagens recebidas para o setor apropriado da empresa — gerando ainda respostas personalizadas para os clientes.

3. Análises de Big Data

A análise do fluxo de dados gerados em ambiente online (apelidado de big data) já não é mais uma opção, sobretudo para empresas que dependem de prospectar clientes via internet. Só que transformar essa imensa massa de dados brutos em informações úteis nem sempre é fácil, e com frequência vai além das capacidades do cérebro humano. Novamente, um assistente autômato cujas horas são gastas captando e acomodando milhões de dados pode ser essencial.

“Graças às suas capacidades de análise e processamento, os chatbots podem ajudá-lo a categorizar e a interpretar big data”, explica Newland. “Eles também podem destacar padrões e tendências importantes que podem contribuir para melhorar o seu produto e para adicionar valor aos seus serviços”.

4. Orientação para o marketing

A vantagem analítica provida por um chatbot pode ser sentida em vários setores de uma companhia. “Os seus departamentos de vendas e marketing podem utilizar a informação coletada em análises de big data para criar campanhas e estratégias articuladas.” O saldo: um número maior de negócios fechados e a formação de um marketing mais efetivo.

5. Previsão de resultados

Outra vantagem direta da coleta e da análise de big data: ao identificar tendências nos padrões de consumo dos clientes, uma empresa assessorada por IA pode se tornar capaz de prever com razoável precisão a sua receita em período. “Você pode utilizar essa informação para gerar uma receita mais condizente com a taxa de crescimento do seu negócio”, diz Newland.

6. Economia de tempo

Parte considerável de um expediente administrativo típico normalmente é gasto lendo e respondendo lendo e respondendo e-mails. Só que parte dessa extensa comunicação frequentemente é composta por conteúdo não vital para o funcionamento da empresa — ou que não precisaria de atenção cuidadosa de um gestor. “Chatbots podem ajudá-lo a filtrar essa comunicação, respondendo aquilo que não precise de um parecer seu, de forma que você possa dedicar o seu tempo com atividades que, de fato, gerem receita.”

7. Comunicação interna

Além do tratamento com clientes, a comunicação interna também pode representar um desafio para algumas empresas — principalmente em estruturas corporativas formadas por áreas claramente divididas. Nesses casos, “os bots podem ajudar a resolver isso, [atuando] como pontos centrais de contato entre trabalhadores de diferentes departamentos”, formando hubs de comunicação interdepartamentos.

8. Otimização de processos

Chatbots também podem representar uma ajuda providencial para a análise das operações de uma empresa, buscando que possam ser melhoradas. Conforme colocou Newland, “além de reunir e processar dados, [os bots] podem coletar as opiniões de empregados, a fim de apresentar um feedback relacionado a questões-chave dentro da sua companhia”.

9. Relacionamento B2B (business to business)

Prestadoras de serviço que não se relacionam diretamente com o público também podem colher boas vantagens por manter um assistente virtual, e pelo mesmo motivo geral: cultivar um bom relacionamento com os clientes — no caso, outras empresas. “Esses bots podem ajudar a prover informações, fornecendo assistência durante as vendas ou agendando compromissos com os funcionários certos”, escreveu o consultor.

10. Gerenciamento de talentos

Identificar funcionários de qualidade é um dos desafios clássicos de gestão, sobretudo em empresas grandes. Mais uma vez, a coleta de informação e a análise consistente de um bot pode ser vital nos processos de recrutamento e transferência setorial. “Isso vai simultaneamente baixar o stress dos empregados e mitigar a perda de talentos por parte do chefe”, conclui Newland.

Fonte: Entrepreneur

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.