Site mantido apenas com energia solar traz alerta sobre consumo

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 11 de Abril de 2021 às 10h00
Pixabay

A revista Low-tech, com foco na preservação do meio ambiente, redesenhou seu site para usar o mínimo de energia possível. A publicação instalou painéis solares na varanda do proprietário em Barcelona, na Espanha, no intuito de tornar a página completamente independente do uso de eletricidade.

A justificativa para o ato é um alerta ao elevado consumo de energia elétrica para se manter os serviços de internet, em especial nos tempos atuais, em que as pessoas estão conectadas em qualquer lugar e em todo momento. A necessidade de manter sites online a todo momento é uma demanda da computação em nuvem que se tornou uma obrigatoriedade no mundo atual.

(Imagem: Reprodução/Low Tech Magazine)

Para alcançar esse feito, a revista precisou tornar o seu site mais simples e estático, diferente do que ocorre com as páginas de outras publicações. Em razão disso, ela exige menos poder de processamento tanto para o servidor em que está hospedada quanto para o usuário que a acessa, o que impacta diretamente na redução do gasto de energia.

O site também usa apenas imagens compactadas e em tons monocromáticos, além de uma única fonte padrão, sem a necessidade de os dispositivos renderizarem muitos conteúdos pesados. O fundo amarelado é proposital também para economizar bateria, afinal a luz branca, preferido da maioria, é a campeã de consumo energético. Segundo dados da Low-tech, somente esta atitude reduz em 90% o uso de energia quando comparada com as imagens coloridas.

O servidor roda acoplado a um painel de energia solar (Imagem: Reprodução/Low Tech Magazine)

Com cerca de 100 artigos online, o peso médio da página no site está agora abaixo de 0,5 MB — cerca de um quinto do tamanho médio da página de um design convencional e menos de três vezes o tamanho médio de blogs mais populares. O peso da página para cada artigo é mostrado no canto inferior esquerdo da tela.

E quando não há sol?

Por não ter nenhuma outra fonte de energia a não ser a solar, o site pode ficar fora do ar quando Barcelona tem mau tempo ou durante a noite. O que poderia ser algo assustador para muitos desenvolvedores é encarado como natural pelo proprietário — a página tem até uma atualização meteorológica para o leitor planejar sua visita.

A "previsão do tempo" ajuda a saber se o site vai estar no ar (Imagem: Reprodução/Low Tech Magazine)

Ao longo do último ano, o servidor funcionou 95,26% do tempo, o que representa um período offline de 399 horas ou pouco mais de 16 dias. Durante os primeiros dez meses no ar, o servidor permaneceu online 98,2% do tempo, mas o tempo caiu em razão de uma atualização de software do Linux, que aumentou o uso médio de energia do servidor de 1,19 para 1,49 watts.

Essa pode não ser a abordagem mais eficaz e provavelmente nunca vai decolar, afinal as limitações técnicas do site o impedem de contar com recursos audiovisuais importantes e de exibir anúncios, por exemplo. Mas não deixa de ser uma iniciativa bacana para alertar sobre o cuidado na preservação do meio ambiente.

Fonte: Low Tech Magazine

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.