Hyperloop assina primeiro acordo interestadual nos EUA, e negocia chegada ao BR

Por Jessica Pinheiro | 22 de Fevereiro de 2018 às 17h36
photo_camera Divulgação: HTT

A Hyperloop Transportation Technologies (HTT), empresa voltada ao transporte de pessoas e de cargas, pretende inovar o segmento ao redor do mundo, ao que anuncia o primeiro acordo interestadual nos Estados Unidos. O objetivo é iniciar o estudo de rotas entre as cidades norte-americanas de Cleveland e Chicago, utilizando uma tecnologia que poderá fazer a locomoção de passageiros a uma velocidade próxima do som (até 1.223 km/h), utilizando apenas energia renovável para seu funcionamento.

O acordo para iniciar o estudo de viabilidade dessas rotas foi assinado entre a Agência de Coordenação Northeast Ohio Areawide (NOACA) e o Departmento de Transportes de Illinois (IDOT).

De acordo com o depoimento de dirigentes da HTT, diversos corredores já foram identificados e devem entrar no estudo que visa ligar duas cidades. O apoio que o sistema Hyperlopp da HTT tem recebido é bastante amplo na região, e até mesmo a legislatura de Ohio aprovou uma resolução para a iniciativa em 2017.

Em janeiro deste ano, a HTT trabalhou ao lado de um grupo bipartidário de representantes do Congresso de vários estados, incluindo Illinois, Ohio, Pensilvânia e Wisconsin. Por intermédio dessa união, uma carta formal ao presidente Donald Trump foi enviada, solicitando suporte de financiamento de infraestrutura para desenvolver o sistema.

Prévia da capsula que irá transportar passageiros e cargas.
)Imagem: Divulgação/HTT)

O gradativo movimento fez com que a HTT formasse um consórcio regional em torno do projeto para incluir diversas outras organizações importantes, tais como instituições acadêmicas e governamentais e setores privados. No dia 26 de fevereiro, por sinal, haverá um evento em Cleveland, no Great Lakes Science Center, onde serão revelados detalhes adicionais, juntamente da divulgação da crescente lista de membros da associação.

O CEO da HTT, Dirk Ahlborn, afirma que, mesmo que os regulamentos sejam a última barreira para a implantação da tecnologia Hyperloop, o grupo está entusiasmado para construir a primeira parceria público-privada real, que irá trazer o sistema de viagens da empresa para os EUA. “Com este acordo, recebemos para o nosso movimento novos parceiros inovadores e líderes do setor, tanto no governo como na indústria”, ele comenta.

A diretora global de Operações da HTT, Andrea La Mendola, comenta adicionalmente que “lugares como Cleveland, Chicago e Pittsburgh têm a capacidade fabril, as matérias-primas e as pessoas talentosas e trabalhadoras” e, por isso, a empresa decidiu implantar o projeto nesta região. 

Com a implantação do sistema Hyperloop, o tempo estimado de viagem entre Cleveland e Chicago é de 28 minutos.
(Imagem: Divulgação/HTT)

E no Brasil?

Em território nacional, a equipe da HTT já está em negociação com o Governo Federal, com governos estaduais e as municipalidades. A companhia visa inaugurar no país o primeiro centro global de pesquisa e desenvolvimento para transportes e frete.

A China, inclusive, também está na disputa para centralizar o centro do país como parte de apostas tecnológicas sustentáveis e inovadoras, de modo a escoar a produção industrial. A parceria da HTT nos países não pretende apenas implantar sua tecnologia localmente, mas também envolver e capacitar engenheiros, cientistas e muitos outros especialistas para ajudar a construir esse novo meio de transporte.

No Brasil, há um investimento previsto em cerca de US$ 6 milhões para implementação do Hyperloop Cargo Innovation, sendo metade desse valor levantado por parceiros brasileiros que se demonstraram interessados em trazer o sistema de transporte para o país. A outra metade é da HTT. A tecnologia já está pronta e, se devidamente aplicada, será possível colocar o projeto de uma linha em prática em 36 meses.

Prévia do primeiro centro global de Pesquisa e Desenvolvimento para transportes e frete.
(Imagem: Divulgação/HTT)

No entanto, novas rodadas de investimentos ainda estão em andamento, tendo sido a mais recente aberta com a JP Morgan, em US$ 250 milhões. A ideia é buscar parcerias locais para lançar a tecnologia em território nacional em PPP (Parceria Público-Privado), tal qual vem ocorrendo nos EUA.

Fonte: Hyperloop Transportation Technologies

Participe do nosso grupo de ofertas no Facebook e tenha acesso aos melhores descontos e cupons para você garantir sempre o menor preço em suas compras online.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.