Elevador inteligente fala com o técnico e se autodiagnostica

Publieditorial | 23 de Julho de 2019 às 16h03
thyssenkrupp

Nos últimos anos, os elevadores ganharam uma série de funcionalidades novas, otimizando o tempo de espera e a mobilidade dos passageiros. Os mais modernos já não possuem teclas com números dos andares no painel e alguns já sabem, de antemão, em quais andares devem parar apenas coletando as informações dos crachás que passam pelas catracas dos edifícios. Esse tipo de tecnologia, até então, parecia ser o auge da inovação. Mas não é.

Esses velhos conhecidos ganharam Inteligência Artificial e estão se tornando cada vez mais eficientes com a colaboração do Machine Learning. A solução de manutenção preditiva MAX da thyssenkrupp Elevadores, por exemplo, coleta e envia dados dos elevadores em tempo real para a nuvem da Microsoft (Azure), analisa-os com a ajuda de um algoritmo exclusivo e manda para os técnicos e clientes [proprietários dos elevadores] as informações mais importantes. Com isso, consegue identificar problemas com muito mais agilidade e até antecipá-los.

"Por meio de um software, os envolvidos sabem tudo o que está acontecendo com a máquina. Caso ocorra alguma falha técnica, o MAX aciona automaticamente o técnico mais próximo e ainda envia até cinco soluções de como resolver o problema", explica Paulo Manfroi, VP de serviços da thyssenkrupp Elevadores, em entrevista ao Canaltech. "Tornamos muito mais eficaz a solução das falhas. E com o processo de aprendizado de máquina [Machine Learning], o sistema vai aprendendo e se tornando cada vez mais preciso em suas soluções. Como o MAX detecta o problema sozinho, o cliente não precisa se envolver. Ele nem precisa ligar no call center para pedir ajuda, pois o MAX faz isso por ele", completa.

No processo corretivo convencional, a manutenção é programada e durante a visita do técnico alguns componentes podem ser trocados, por apresentarem desgaste e o cliente é notificado sobre o que foi realizado. Já no processo preditivo, o MAX envia uma informação antecipada avisando aos responsáveis que certo componente está no limite e sua substituição pode ser feita antes que apresente uma falha.

"Vale lembrar que temos uma equipe logisticamente distribuída, descentralizada e localizada, sempre o mais próximo possível do edifício do cliente", comenta.

Benefícios

Manfroi destaca cinco principais benefícios para quem contrata o MAX: comunicação, confiança, conforto, conveniência e custo. "A comunicação mantém o cliente sempre informado e o técnico disponível na hora certa. A confiança é de que com esse sistema o cliente sempre será rapidamente atendido e terá um equipamento seguro. O cliente ainda tem o conforto de não precisar se preocupar com falhas e a conveniência de ter tudo à mão, por meio de um app exclusivo, automaticamente. Por fim, a manutenção preditiva ajuda a organizar o planejamento financeiro do condomínio", detalha o executivo.

O MAX foi desenvolvido para os equipamentos com tecnologias mais recentes da thyssenkrupp e, por enquanto, dependendo da análise técnica, os elevadores com até dez anos de uso estão preparados para recebê-lo. Mas, a partir de julho deste ano, todos os elevadores produzidos pela thyssenkrupp sairão de fábrica com o serviço embutido. No entanto, segundo Manfroi, a empresa está trabalhando para que todos os modelos de elevadores da marca, incluindo os mais antigos, possam receber a tecnologia do MAX.

Para quem ficou curioso para ver o MAX em ação, assista ao vídeo abaixo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.