Companhia russa prepara carro voador híbrido que decola e aterrissa na vertical

Companhia russa prepara carro voador híbrido que decola e aterrissa na vertical

Por Gustavo Minari | Editado por Douglas Ciriaco | 21 de Junho de 2021 às 18h05
Reprodução/FPI

Engenheiros da Fundação Russa de Pesquisa Avançada criaram um carro voador híbrido que pode sair do papel em 2022. O Cyclocar é um VTOL (módulo de decolagem e aterrissagem na vertical, da sigla em inglês) que usa um sistema de propulsão cíclica para se mover, baseado em um trabalho conjunto de quatro cilindros com hélices internas nas extremidades do veículo.

No ano passado uma versão em escala menor, com aproximadamente 60 kg, foi testada com sucesso pelos pesquisadores. Já o protótipo que deve ficar pronto no que vem terá o tamanho real, com 6,2 metros de comprimento por 6 metros de largura e uma autonomia de aproximadamente 500 km.

“O Cyclocar atingirá uma velocidade máxima de 250 km/h sem utilizar qualquer tipo de sistema de asas. Os quatro conjuntos envolvendo as hélices e o trem de pouso serão alimentados por um motor totalmente elétrico, mas uma versão híbrida deve chegar logo depois do lançamento”, afirma o engenheiro responsável pelo projeto, Yan Chibisov.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Propulsão cíclica

O projeto do Cyclocar desenvolvido na Rússia baseia-se no Cyclotech D-Dalus apresentado por engenheiros austríacos no fim do ano passado, que também possuía quatro suportes cilíndricos giratórios com paredes formadas por várias lâminas responsáveis pela propulsão e controle de voo.

A diferença é que no veículo russo as lâminas giram de forma independente, o que significa que cada extremidade da aeronave pode controlar o nível de impulso em 360 graus, sem precisar reduzir a velocidade ou alterar a rotação dos motores durante as manobras feitas em pleno ar.

A autonomia de 500 km só deve ser atingida com a implantação do sistema de propulsão híbrido, que vai contar com um tanque de gasolina para garantir o abastecimento energético em trajetos mais longos, transportando até seis pessoas ou uma carga útil de aproximadamente 600 kg.

Protótipo do Cyclocar (Imagem: Reprodução/FPI)

Bom de manobra

O conjunto cilíndrico de hélices dá ao Cyclocar uma capacidade incrível de pairar no ar e fazer manobras verticais, como se fosse estacionar em locais apertados ou desacelerar bruscamente diante de algum obstáculo inesperado. Ele também pode ser operado por um piloto a bordo ou comandado de forma autônoma.

Bielas conectadas a um cubo central ajudam a inclinar as lâminas das hélices conforme elas giram em torno do cilindro. A capacidade de mover esse cubo central e redirecionar o empuxo aerodinâmico torna o veículo extremamente rápido em comparação com outras aeronaves que utilizam o sistema VTOL.

O embarque será feito tanto pelas laterais quanto pela popa do veículo. Uma rampa traseira facilitará a entrada de pessoas com deficiências físicas e tornará o transporte de cargas mais eficiente, ao mesmo tempo que permitirá a instalação de módulos médicos para acomodar doentes e feridos.

O Cyclocar também será capaz de pousar em terrenos com inclinação de 30 graus e atracar em superfícies verticais. O plano dos russos é que o carro voador deixe de ser um protótipo e esteja disponível para uso civil e militar, com versões para operar em situações de busca de resgate, mobilidade urbana e transporte coletivo até o fim de 2024.

Fonte: FPI

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.