China assina acordo para construção do seu primeiro trem hyperloop

Por Carlos Dias Ferreira | 19 de Julho de 2018 às 16h05
Divulgação

A empresa de tecnologia e mobilidade Hyperloop Transportation Technologies (HyperloopTT) anunciou a assinatura de um acordo de colaboração que deve colocar o primeiro sistema de trens hyperloop para funcionar na China. Utilizando um modelo conceitual desenvolvido por Elon Musk, a companhia deve prover a tecnologia e as ferramentas necessárias para a construção dos 10 primeiro quilômetros de uma linha a ser instalada na cidade de Tongren (província de Ghizhou).

As edificações propriamente ditas ficarão a cargo da Tongren Transportation & Tourism Investment Group, instituição governamental que também será responsável pela estrutura regulatória necessária para a implementação. O projeto prevê uma melhoria logística para a região conhecida como Cinturão Econômico da Rota da Seda, com rota específica a ser definida por ambas as partes após avaliações de topografia.

"Acreditamos que a Hyperloop irá desempenhar um grande papel no Cinturão Econômico da Rota da Seda, conectando a região ao resto do mundo", disse o CEO da Hyperloop Transportation Technologies, Dirk Ahlborn, em postagem para o site oficial da empresa. “A China gasta mais de US$ 300 bilhões anualmente em infraestrutura para atender às populações urbanas em rápido crescimento.”

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Embora seja proeminente na instalação de ferrovias de alta velocidade, a China estaria atualmente em busca de alternativas de menor impacto ambiental. “A assinatura do projeto Hyperloop é um passo importante para abrir o desenvolvimento do interior do país (...) e um importante projeto para ampliar e fortalecer a economia local”, disse o prefeito de Tongren, Chen Shaorong ao referido site, acrescentando que espera fomentar o desenvolvimento da indústria e do turismo locais após a instalação.

Por se deslocar no vácuo, o hyperloop consegue alcançar velocidades muito superiores às de um maglev padrão. Modelo da HyperloopTT chega a 1.223 quilômetros por hora.

Até 1.223 quilômetros por hora

O projeto encabeçado pela Hyperloop Transportation Technologies se baseia em um modelo de transportes concebido inicialmente por Elon Musk. Por se deslocar dentro de tubos de vácuo, o hyperloop pode chegar a velocidades consideravelmente mais altas do que as de um trem de flutuação magnética padrão (maglev); no caso da tecnologia assinada pela HyperloopTT, a velocidade máxima seria de 1.223 quilômetros por hora, de forma “segura e sustentável”.

A companhia fundada em Los Angeles (Califórnia, EUA) também tem atuação no Brasil. A ser instalado na Cidade de Contagem (MG), o Centro Global de Inovação em Logística da HyperloopTT tem por objetivo pesquisar e fomentar o desenvolvimento de novas tecnologias relacionadas a formas de transporte no país. A sede deve começar a operar ainda em 2018.

Fonte: HyperloopTT

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.