Burger King está testando sistema de entrega para clientes presos no trânsito

Por Rafael Arbulu | 18 de Maio de 2019 às 11h10
(Imagem: Divulgação/WeBelievers)

Motoristas que passam suas manhãs presos nos engarrafamentos da Marginal Tietê e da Radial Leste, em São Paulo, devem ficar contentes com esta novidade: a rede de fast food Burger King vem testando, em metrópoles notoriamente congestionadas pelo excesso de carros, a entrega de refeições no trânsito. Por ora, apenas a Cidade do México vem recebendo a novidade, mas o sucesso obtido por lá fez com que outras cidades integrassem uma lista para receber o teste, como Los Angeles (Califórnia), Shanghai (China) e São Paulo.

Apelidado Traffic Jam Whopper (algo como “Whopper do Engarrafamento”, na tradução livre) o teste basicamente consiste em fazer o pedido de dentro do carro para tê-lo entregue via motoboy. Claro, isso, pelo lado do cliente: o processo da entrega tem toda uma tecnologia por trás que torna a novidade no mínimo interessante:

Traffic Jam Whopper é o programa que o Burger King vem testando em algumas cidades para levar a entrega de lanches a clientes presos no trânsito (Imagem: Divulgação/Agência WeBelievers)

“Nós usamos dados coletados em tempo real para detectar potenciais clientes em um engarrafamento para oferecer a eles um Whopper e entregá-lo ainda em movimento”, disse o Burger King em um vídeo institucional publicado pela agência de publicidade de Nova York We Believers.

“Nossa mídia foi 100% dinâmica, promovendo o nosso serviço exclusivamente em zonas de alto congestionamento. Ao comparar os dados em tempo real de motoristas e do tráfego, nós conseguimos ajustar o conteúdo e localização dos nossos displays. As mensagens exibidas mostravam informações como o tempo restante de engarrafamento para encorajar o pedido e personalizar atualizações sobre entregas em curso. Mais além, banners exibidos no Waze e notificações via push convidavam os motoristas a comprar um Whopper assim que eles entravam em nossas zonas de entrega".

"As pessoas foram capazes de usar comandos de voz para fazerem seus pedidos e evitarem multas pelo uso do telefone. Finalmente, usando as APIs mais atuais da Google, nosso aplicativo conseguia apontar a localização dos veículos pedintes e acelerar as entregas, pela primeira vez na história, para um motorista em trânsito. As zonas de entrega mudavam em tempo real, conforme o tráfego seguia o curso, tornando o nosso serviço disponível assim que um engarrafamento fosse identificado, sempre dentro de um raio de três quilômetros dos nossos restaurantes e unidades”.

Tudo isso para ressaltar o uso de tecnologia de ponta e serviços atuais de geolocalização no intuito de oferecer o serviço on the go. Segundo informa o site Food & Wine, o teste na Cidade do México obteve enorme sucesso, aumentando o percentual de pedidos em 63% em apenas uma semana, com volume de download do app oficial do BK crescendo notáveis 44 vezes, tornando-o o líder dos aplicativos de gastronomia na cidade.

Com esse sucesso em mãos, não é surpresa que o Burger King esteja estudando viabilizar o recurso em outras cidades. Em contato com a equipe do Canaltech, porém, a assessoria de imprensa da rede de fast food no Brasil disse que, devido ao caráter de testes da nova modalidade de entrega, não é possível determinar uma data para a sua estreia em São Paulo. Parece que, por enquanto, o Whooper brasileiro ficará mesmo restrito às lojas e entregas em endereço físico.

Fonte: Food & Wine

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.